MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Juízos apressados: "Você continue com sua beleza, não dê opinião", diz dono do canal SBT a jornalista perante milhões 25 Janeiro 2022

Um juiz do Tribunal do Trabalho de Osasco, São Paulo, atribuiu uma indemnização de meio milhão de reais a uma jornalista, Rachel Sheherazade, que Silvio Santos, dono do canal SBT, "diante de vasto público" e "de forma muito deselegante e abusiva, em comportamento claramente misógino, utilizou o seu poder patronal e de figura notória no meio artístico e empresarial para repreendê-la em público, não somente como profissional, mas sobretudo como mulher rebaixando-a a simples objeto falante de decoração".

Juízos apressados:

O canal SBT-Sistema Brasileiro de Televisão foi condenado em primeira instância na ação movida pela jornalista Rachel Sheherazade. O juiz do trabalho Ronaldo Luis de Oliveira determinou a indemnização de 500 mil reais (cerca de 10 mil contos) por danos morais para a jornalista que Silvio Santos vexou "aparentemente, a pretexto de homenagear a apresentadora".

O facto aconteceu durante a cerimónia do Troféu Imprensa realizada em 9 de abril de 2017. Rachel Sheherazade subiu ao palco para receber o Troféu Internet de melhor apresentadora de telejornal, que ela havia conquistado em 2016.

Silvio Santos surpreendeu-a com o que disse: "Eu te chamei para você continuar com a sua beleza, com a sua voz, foi para ler as notícias, e não dar a sua opinião. Se quiser falar sobre política, compre uma estação de TV e faça por sua própria conta".

O magistrado do tribunal laboral criticou-o, porque "deixou claro que a sua contratação se deu pelo simples facto de ser mulher bonita".

O magistrado observou, ainda, que "não é a primeira vez que este Juízo se depara com situações semelhantes, envolvendo a mesma figura pública". E criticou: "Essas condutas, já se disse alhures, não espelham aquilo que se espera em uma sociedade civilizada e que tem, como parâmetro constitucional fundamental, o respeito à igualdade de tratamento" homem-mulher.

E acrescentou: "Em atuais dias sombrios de violência contra as mulheres, as palavras acima reproduzidas em nada contribuem para a pacificação dos ânimos de uma sociedade adoecida pelo preconceito e que vem, periodicamente, sendo incentivada, por outras pessoas de caráter duvidoso, à prática desse tipo de comportamento reprovável".

Fontes: Globo/TV Record/UOL

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project