INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Vice-presidente do Zimbabué põe esposa na cadeia por agressão, fuga de capitais, tentativa de conjugicídio 06 Abril 2020

Mary Mubaiwa Chiwenga encontra-se detida sob diversas acusações apresentadas pelo vice-presidente zimbabueano, Constantino Chiwenga. A mais grave delas é a alegada tentativa de assassinato do cônjuge hospitalizado em Pretória, África do Sul.

Vice-presidente do Zimbabué põe esposa na cadeia por agressão, fuga de capitais, tentativa de conjugicídio

A segunda-dama do Zimbabué, de 38 anos, encontra-se em processo de divórcio do marido, o general Chiwenga, de 63 anos, que ajudou Mnangagwa a tirar Mugabe do poder há dois anos.

Mary, antiga modelo, afirma ser inocente desde que foi primeiro detida após o Constantino Chiwenga a acusar de tentativa de homicídio quando ele estava hospitalizado em Pretória em dezembro. Ela teria, segundo a acusação, desligado o dispositivo de alimentação intravenosa.

Numa acusação anterior, Chiwenga acusou-a de ter transferido em 2018 e 2019 um milhão de dólares para a África do Sul, para comprar propriedades em Pretória em clara violação da lei de combate à evasão fiscal e fuga de capitais — que é uma das grandes bandeiras da presidência de Emmerson Mnangagwa.

Mary tem ainda contra si uma ordem judicial com base na alegação do marido de que ela é "instável emocionalmente", "incapaz de cuidar dos três filhos pequenos" (foto) do casal. Ela deixou de ter direito de entrada na casa de família e está a morar com a mãe.

Em fevereiro, à espera da decisão do recurso apresentado contra a ordem judicial, ela procurou ver os filhos à saída da escola. Mas a ama das crianças disse ter recebido ordens para não a deixar aproximar-se. Num acesso de fúria, Mary agrediu a ama.

A ama descreveu ter perdido vários dentes devido à "agressão selvática" de que foi alvo. Mary, que estava em liberdade sob fiança, devido a uma outra queixa, a de tentativa de homicídio apresentada pelo marido, foi encarcerada de novo.

Juízes divergem

O Supremo Tribunal indeferiu o recurso de Mary sobre a ordem de restrição que a impede de ver os filhos.

Mas outro juiz deu razão a Mary. O juiz-conselheiro Dube-Banda criticou o vice-presidente "cuja conduta tem sido censurável". Acusa-o de "usar o estilo militar nos assuntos domésticos", "pela forma como trata a esposa".

Fontes: Le Monde/BBC/Herald. Zw. Fotos: Mary e os filhos. Chiwenga dececionou os zimbabueanos: o vice-presidente chegou da China no dia 31, em avião fretado no Dubai, sem trazer equipamentos para combater o coronavírus que já fez nove vítimas no país, uma das quais morreu (1º óbito no Zimbabué é de famoso de 30 anos — "Morreu sozinho e com medo", 30.mar). Outra crítica ao general Chiwenga é que segundo os ’media’ locais ele fugiu à quarentena.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project