INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Vaticano: ’Proteção de Menores’ em Sínodo de bispos de todo o mundo e livro revelador no mesmo dia 10 Janeiro 2019

21 de fevereiro acontece no Vaticano a conferência episcopal que reúne representantes de dioceses de todos os continentes. No mesmo dia, tal como anunciado por editoras de oito países, vai ser lançado um ’livro explosivo’ sobre a Santa Sé.

Vaticano: ’Proteção de Menores’ em Sínodo de bispos de todo o mundo e livro revelador no mesmo dia

21 de fevereiro foi a data escolhida há cinco meses para o início no Vaticano do Sínodo Extraordinário, de cinco dias, que tem na agenda sob a designação "Proteção de Menores" o fracturante tema da pedofilia de padres católicos.

Note-se que o arranque da conferência de bispos de todas as dioceses do mundo foi marcada em setembro para o dia dedicado a S. Pedro Damião, o enviado papal do século XI para todas as disputas cismáticas.

As editoras, por seu lado, mantêm a sete chaves toda e qualquer revelação sobre o título, o autor, o tema do livro.

Um prognóstico — a conferir a 21/7

No século XI, o humilde monge Pedro Damião chocado com os pecados da Igreja escreveu o Liber Gomorrhianus (Livro de Gomorra)". Em onze capítulos, ele defende a ideia de que tanto os fracos dados aos prazeres quanto os "caídos" não devem ser aceites no sacerdócio. Alerta ainda "os superiores" (na hierarquia da Igreja) contra a tolerância para com os pecados, em especial dos que têm o dever de orientar os mais fracos.

E porque todo o prevaricador deve ser punido, o "humilde monge" (como se intitula Pedro Damião que é o único Doutor da Igreja a esclarecer profundamente o tema dos desvios sexuais — sob a designação de Gomorra inclui também a pederastia, a "violação das freiras") prescreve uma série de castigos.

O religioso pecador deve ser "castigado em público", "escarrado na face", "preso por correntes" e humilhado através da "perda da tonsura". Deve ficar preso no mosteiro pelo resto da vida e durante os primeiros seis meses só se alimentará de três em três dias com pão de centeio, sob vigilância constante.

Fontes: Osservatore Romano/Várias fontes históricas

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project