ESCREVA-NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

VBG: Que proteção se o agressor é polícia? 29 Abril 2018

A esposa de um subchefe da polícia residente no complexo “Casa para Todos” no Palmarejo Grande chegou ao Hospital Central da Praia para se tratar de uma agressão infligida pelo cônjuge.

VBG: Que proteção se o agressor é polícia?

Consta que a senhora é alvo habitual das agressões do marido e agente da autoridade.
Da última vez, ela ganhou coragem para ir apresentar queixa depois de sair do HAN.

A vítima de violência conjugal pediu a uma amiga que a acompanhasse, pois estava determinada a apresentar queixa desta vez.

Apresentou? A determinação de mais uma vítima, em obter justiça ou tão-só manter a integridade física se não mesmo a vida, morreu ao dar de cara com os colegas do cônjuge.

A amiga que a acompanhou agora jura que fará como manda a tradição: “Nunca te metas em briga de marido e mulher”. Mas… e se acontece o pior?

LS

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project