MÚSICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Tito Paris, Grace Évora e Miroca Paris protagonizam primeira edição de “Vozes de Cabo Verde” em Lisboa 20 Mar�o 2019

Os artistas Tito Paris, Grace Évora e Miroca Paris protagonizam a primeira edição do concerto “Vozes de Cabo Verde”, um espectáculo que celebra a história entre Cabo Verde e Portugal, a realizar-se na próxima sexta-feira, 22, em Lisboa.

Tito Paris, Grace Évora e Miroca Paris protagonizam primeira edição de “Vozes de Cabo Verde” em Lisboa

Segundo uma nota informativa publicada no site oficial do Time Out, em Portugal, o estúdio Time Out, no mercado da Ribeira, em Lisboa, recebe a primeira edição de Vozes de Cabo Verde, com “três grandes vozes” da música cabo-verdiana.

O evento, adianta a mesma fonte, celebra a história entre Cabo Verde e Lisboa, na perspectiva de todos os artistas cabo-verdianos que deixaram as suas ilhas e construíram uma carreira internacional a partir da capital portuguesa.

Artistas como Cesária Évora, Bana, Paulino Vieira, Tito Paris, Nancy Vieira, são alguns dos destacados que, conforme se lê na nota, saíram de Lisboa para o mundo da música e que tiveram grande reconhecimento a nível internacional.

“Os três cantores que protagonizam o primeiro Vozes de Cabo Verde são vozes consagradas do arquipélago africano e prometem uma noite inesquecível para todos os apreciadores da boa música”, lê-se na nota.

Tito Paris nasceu no Mindelo, na ilha de São Vicente rodeado de família e amigos do mundo da música absorvendo lições de Luís Morais ou Chico Serra antes de ir para Lisboa em 1982, a convite de Bana, para integrar o grupo Voz de Cabo Verde.

Editou, em 1995, o seu primeiro disco de estúdio, “Dança Ma Mi Criola” (um anterior, “Fidjo Maguado”, de 1987, seguido de “Graça De Tchega” (1996), “Guilhermina” (2002), “Ao Vivo no B.Léza” (1998), 27/07/1990 (2001), “Acústico, Ao Vivo na Aula Magna” (2005).

Em 2017, recebeu a condecoração de grau de Comendador da Ordem do Mérito pelo Presidente Marcelo Rebelo de Sousa.

Grace Évora nasceu em São Vicente, mas foi na Holanda, país para onde emigrou com os seus pais durante a juventude, que iniciou a carreira. Reconhecido pelo seu percurso artístico quer como cantor quer como baterista de renome, é considerado um dos maiores músicos da actualidade, e apelidado de “guru” da música cabo zouk.

Na sua carreira, Grace Évora regista espetáculos esgotados em toda a Europa, África e América do Norte, inúmeros ‘hits’ de sucesso, álbuns intemporais, incluindo, “Total Love”, “Romance” e “Aventura”, assim como colaborações com conceituados artistas.

Para comemorar os seus 30 anos de carreira, lançou o ano passado o disco “2069”.

Nascido também em São Vicente, Miroca Paris vem de uma família de músicos tendo aos sete anos se iniciado na bateria e aos 13 começou a cantar, a tocar guitarra e percussão. O seu interesse pela música levou-o a criar a sua primeira banda em 1994, onde cantava e tocava bateria.

O ano de 1998 representa um marco na sua vida, com a viagem para Portugal, onde começou a tocar em bares, como baterista e percussionista, e a actuar com artistas de todo o mundo, residentes em Lisboa, incluindo o seu tio Tito Paris.

Em 2000 foi convidado para se juntar à banda de Cesária Évora, em França, onde ficou 11 anos. Em 2017 lançou o seu álbum de estreia, “D’Alma”. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

25 Apr. 2019
RADAR
Favelas para todos?

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project