INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Senegal afinal vai produzir vacinas no próximo ano com apoio de grupo belga Univercells 10 Junho 2021

 Senegal afinal vai produzir vacinas no próximo ano com apoio de grupo belga Univercells

O Senegal pretende começar a produzir vacinas contra a Covid-19 já no próximo ano. O acordo assinado entre o grupo belga Univercells desde Abril passado, prevê que o Institut Pasteur "utilizaria a tecnologia de produção de vacinas desenvolvida pela Univercells para fornecer vacinas Covid-19 aos países da África Ocidental".

Segundo o jornal senegalês Le Quotidien, que cita a agência noticiosa Reuters, "o instituto começaria inicialmente a embalar e distribuir as vacinas produzidas pela Univercells na Bélgica no início do próximo ano. Na mesma linha, informa que "a Univercells transferirá também a sua linha de produção completa para o Senegal durante a segunda metade de 2022".

Embora ainda não se saiba que vacinas serão fornecidas ao Senegal, a Reuters informa que "essa empresa poderia fabricar uma categoria de vacinas ditas vectoriais virais, tais como as desenvolvidas pela Johnson & Johnson (JNJ.N), AstraZeneca (AZN.L), Sputnik V da Rússia e Cansino da China. Contudo, a agência diz que "a Univercells também tem o seu próprio candidato à vacina Covid-19 em desenvolvimento com o Leukocare da Alemanha e o ReiThera da Itália, que completou os ensaios da Fase 2". E, acrescenta, "está a procurar financiamento para levar a cabo a fase 3, que o governo italiano afirmou estar pronto a financiar. Como parte disto, a agência informa, "um apelo do instituto para um financiamento inicial de 10 milhões de dólares foi excedido".

"Segundo uma análise dos custos financiados pelo governo britânico, realizada para o Instituto Pasteur, o projecto custaria cerca de 200 milhões de dólares, com base no seu objectivo de produzir 300 milhões de doses de vacina Covid-19 até ao final do próximo ano", afirmou. Além disso, o documento informa que "a União Europeia disse em Maio passado que investiria pelo menos mil milhões de euros na construção de centros de produção em África, com o Senegal, a África do Sul, o Ruanda, Marrocos e o Egipto entre os principais candidatos.

A Univercells, criada na Bélgica em 2013, é um fornecedor inovador de biotecnologia e oferece soluções de fabrico de ponta para aliviar o actual défice da indústria no fornecimento de terapias celulares e genéticas, vacinas e bioterapias.

C/ Le Quotidien

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project