ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Direcção Nacional da Saúde assegura que doente fugido do Hospital Baptista de Sousa está sem covid-19 24 Maio 2020

A Direcção Nacional da Saúde (DNS) garantiu que o doente que fugiu do Hospital Baptista de Sousa, transferido do Hospital Agostinho Neto, não tem covid-19 e fez teste nos dois estabelecimentos hospitalares e ambos deram negativo.

São Vicente: Direcção Nacional da Saúde assegura que doente fugido do Hospital Baptista de Sousa está sem covid-19

Em nota assinada pelo director Nacional da Saúde, Artur Correia, a DNS explica que após as notícias, que davam conta da fuga do doente neste sábado, fez contactos com a direcção dos dois hospitais.

Sendo assim, segundo a mesma fonte, esclarece-se que o paciente “não é doente de covid-19”.

“O paciente fez teste de covid-19, tanto no Hospital Agostinho Neto, como no Hospital Baptista de Sousa, com resultados negativos”, lê no documento.

Conforme a DNS, o paciente deverá e deve cumprir um período de quarentena de 14 dias, algo que já está sendo feito, segundo informações avançadas à Inforpress pelo delegado de Saúde de São Vicente.

“A Direcção Nacional de Saúde apela a todos os cidadãos, autoridades e instituições a cumprirem e a fazerem cumprir, com rigor e responsabilidade, as normas e recomendações emanadas pelas autoridades competentes, no sentido de garantir as melhores condutas para a prevenção e controlo da COVID-19, no país”, concretizou Artur Correia.

O paciente em questão, conforme o delegado de Saúde, Elísio Silva, é um militar que foi transferido num voo sanitário da cidade da Praia para São Vicente, alegadamente, para realizar uma cirurgia de ortopedia no Hospital Baptista de Sousa (HBS).

Este procedimento que tem sido feito devido a uma avaria do aparelho do Hospital Agostinho Neto, na cidade da Praia.

O fuzileiro foi de seguida internado na enfermaria de investigação do HBS para ser acompanhado, de onde fugiu na madrugada deste sábado, sendo depois capturado ainda no início da tarde do mesmo dia na sua residência e colocado em um local sob quarentena obrigatória, vigiado pelas autoridades sanitárias e também por militares.

Segundo Elísio Silva, o indivíduo de 28 anos não foi encaminhado de novo ao estabelecimento hospitalar já que não aparentava qualquer problema físico. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project