POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Vicente: Câmara Municipal regressa à normalidade, após assinatura de memorando de entendimento entre vereadores 27 Julho 2021

Nesta terça-feira, os cinco vereadores da oposição (UCID, PAICV) e o presidente da Câmara Municipal de São Vicente (Augusto César Neves) procederem, depois de negociações, à assinatura do memorando de entendimento que tem por finalidade colocar de lado o desconforto político e administrativo que reinavam entre membros daquele órgão, e zelar para a paz e o bom funcionamento do governo local. Albertino Gonçalves, presidente substituto da Assembleia Municipal de São Vicente, espera que, daqui em diante tudo decorra na normalidade.

São Vicente: Câmara Municipal regressa à normalidade, após assinatura de memorando de entendimento entre vereadores

Albertino Gonçalves falava à imprensa, onde fez-se acompanhar por vereadores representantes dos três partidos com cesso parlamentar (MpD, PAICV, UCID), para dar a conhecer pontos que conferem o memorando de entendimento. O documento surge após a realização de duas reuniões, 20 e 27 deste mês, servindo a Assembleia Municipal como mediador entre os 5 vereadores e o presidente da CMSV. O mesmo foi assinado na manhã desta terça-feira.

“Já tinham feito comunicados à Assembleia. Comunicados esses que denunciavam o não entendimento entre as partes - convém realçar que tivemos dois encontros muito importantes. Estivemos aqui no dia 20 reunidos e a Assembleia ouviu as duas partes”, realça Albertino que deseja reinar a paz e o bom entendimento entre os eleitos locais.

O memorando estipula que Augusto Neves aceita, a partir desta data, delegar poderes ao vereador Anilton Andrade no domínio da Proteção Civil, enquanto que Albertino Graça assume responsabilidade pelo Planeamento Estratégico. O pelouro do Urbanismo será partilhado com o arquiteto Samuel Santos, podendo ou não renovar essa confiança por igual prazo. Já a vereadora Celeste da Paz fica temporariamente responsável pela pasta da Infância e Proteção de Menores.

Com este memorando de entendimento, o presidente da Assembleia refere que os problemas ficam resolvidos, nomeadamente a questão da desprofissionalização de alguns vereadores como tinha ameaçado o presidente da Câmara.

Albertino Gonçalves espera que não haja a necessidade de se recorrer a comunicação social para denuncias e que ao invés disso os problemas sejam resolvidos sem nenhum “alarido”.

“Já era do conhecimento da Assembleia que não reinava um bom clima na governação politica e logicamente administrativa dentro da câmara”, fez questão de realçar Gonçalves, garantindo que, a partir deste momento, o “órgão Câmara vai funcionar da melhor forma com o presidente”.

Com esse acordo na distribuição de pelouros, Albertino Gonçalves conclui que as novas atribuições vão ser deliberadas na sessão camarária desta quinta-feira e depois o próprio presidente Augusto Neves vai comunicar aos sanvicentinos como ficou a redistribuição das competências no executivo camarário da ilha.

AC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project