REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sangue novo na novel ICV, SA-Infraestruturas de Cabo Verde — Ministra faz ’mea-culpa’ pela "deficiente fiscalização" da última década 15 Abril 2019

O Conselho de Administração formado por Carlos F. Correia e Silva, que preside, Fátima Gonçalves e Ana Paula Rodrigues tomou posse na terça-feira, 9, para gerir a novel empresa pública de Infraestruturas de Cabo Verde, SA (ICV). A ministra Eunice Silva, na ocasião, fez um ’mea-culpa’ pela "fiscalização deficitária" da última década nas infraestruturas do país.

Sangue novo na novel ICV, SA-Infraestruturas de Cabo Verde — Ministra faz ’mea-culpa’ pela

Segundo a Inforpress, a gestão das obras públicas pode e deve ser concretizada em moldes empresariais, defendeu a ministra das Infraestruturas, Eunice Silva, ao dar posse ao Conselho de Administração da novel empresa pública — constituído por jovens quadros vindos, designadamente, do Instituto das Estradas.

A ministra Eunice Silva reconhece, assim, as falhas de fiscalização da última década, com "avultados prejuízos financeiros e desperdícios na gestão das empreitadas".

No que pode ser classificado de ato de mea-culpa, a ministra — que como engenheira de profissão trabalha há décadas na área de fiscalização das infraestruturas — reconheceu que a última década foi "marcada pela fiscalização deficitária", "proliferação de unidades de gestão", entre outras irregularidades.

A ’inovadora’ tarefa da jovem equipa da novel empresa pública — nesta sua missão para atingir, com "qualidade", a máxima "eficiência" e "eficácia" nas infraestruturas — será, segundo o PCA, a de imprimir uma forma de "gestão transparente", "rigorosa".

A missão fiscalizadora da ICV-SA começa, segundo a ministra, desde já no "período de instalação".

Conforme a mesma fonte, a EP Infraestruturas irá, assim, assumir "a parte da fiscalização das empreitadas", que até agora era uma das atribuições da DGI-Direção-Geral de Infraestruturas.

Segundo a ministra de IHOT, há a possibilidade de novas alterações, como nas áreas de planeamento e de execução que podem vir a ser retiradas à DGI.

No mesmo ato, foi "empossado o novo presidente do conselho de administração da IFH – Imobiliária, Fundiária e Habitat, tendo em conta que o anterior PCA foi chamado para exercer outras funções", lê-se no website institucional.
— -
Fontes (da notícia): RTC. Fotos do MIHOT

Os artigos mais recentes

25 Apr. 2019
RADAR
Favelas para todos?

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project