SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal: Tribunal manda para prisão mãe que mata recém-nascido por asfixia 21 Junho 2019

O Tribunal da Comarca do Sal acaba de decretar a prisão preventiva para uma mulher, de 25 anos, que foi detida, na localidade de Hortelão Baixo, por suspeita de ter cometido um crime de homicídio, na sua forma consumada e agravada. A vitima é um recém-nascido, morto por asfixia, dentro de um balde com água, logo após o parto.

Sal: Tribunal manda para prisão mãe que mata recém-nascido por asfixia

Em comunicado, a Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal do Sal (DICS), informa que deteve, esta quarta-feira, 19, fora de flagrante delito, na localidade de Hortelã Baixo, o referido indivíduo do sexo feminino, de 25 anos. Tudo «por estar fortemente indiciado na prática de um crime de homicídio na sua forma consumada e agravada».

Segundo a PJ, a detida, em circunstâncias ainda não totalmente esclarecidas, «terá morto por asfixia, dentro de um balde com água, um recém-nascido, logo após o parto». O crime terá ocorrido na localidade de Santa Maria, no passado 31 de maio.

A detida foi presente, ainda esta quarta-feira, ao Tribunal da Comarca do Sal, que lhe aplicou como medida de coação Prisão Preventiva - vai aguardar o julgamento atrás das grades.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project