INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Rússia: 71 pessoas morrem em mais uma queda de avião — gelo no motor, causa provável 13 Fevereiro 2018

As idades dos passageiros que faleceram este domingo, 11, na queda dum avião que fazia o trajeto entre Moscovo e Orsk vão dos cinco aos 70 anos.

O avião a jato Antonov-148, da companhia regional Saratov Airlines, caiu pouco depois da descolagem no aeroporto de Domodedovo-Moscovo. Não há sobreviventes.
O ministério do Interior informou ainda que a causa provável estará numa avaria num motor, em pleno voo com consequente congelamento do combustível no motor.

A maior parte dos passageiros eram russos da região dos Urais, cuja capital é Orsk, a dois mil quilómetros de Moscovo. A lista de passageiros inclui um cidadão suíço — que, segundo o diário digital britânico Daily Mail, ia instalar uma nova peça de maquinaria numa fábrica de gás, em Orsk — e um ou dois cidadãos do Afeganistão e Cazaquistão.

Acidentes aéreos recentes na Rússia

Em dezembro de 2016, um avião Tupolev-154, operado pelo Ministério de Defesa russo numa missão rumo à Síria, cai no Mar Negro minutos após a descolagem de Sotchi. Morreram todas as 92 pessoas a bordo, a causa do acidente continua por divulgar.

Em 31 de outubro de 2015, uma bomba a bordo de um avião da companhia aérea MetroJet causa a morte de 242 pessoas que regressavam a Moscovo após férias em Sharm-Al-Sheik, no Egipto. A explosão ocorreu pouco depois da descolagem.

Em novembro de 2013, as más condições atmosféricas em Kazan, a 700 km de Moscovo, causam a queda dum Boeing 737 da Tatarstan Airlines. As 50 pessoas a bordo morreram.

Em maio de 2012, durante uma demonstração para potenciais compradores, um avião da fabricante russa Sukhoi Superjet caiu dentro dum vulcão na Indonésia. As 45 pessoas a bordo morreram.

Menos de um mês antes, em abril de 2012, as más condições do avião ATR-72 da companhia UTAir levam à queda do aparelho onde seguiam 43 pessoas. Destas morreram 33 e 10 sobreviveram.

Em setembro de 2011, a queda do avião fretado pela equipa de hóquei "Yaroslavl Lokomotiv" matou as 44 pessoas a bordo, pouco depois da descolagem em Yaroslavl, a 250 km de Moscovo.

Três meses antes, em junho de 2011, um denso nevoeiro levou à queda dum avião Tu-134 causando a morte de 47 pessoas, cinco das quais foram atingidas numa autoestrada, perto de Petrozavodsk, a 690 km de Moscovo.

Mais acidentes desde 2006

Registam-se ainda outros acidentes, tais como, o de setembro de 2008, onde morreram, durante a aproximação para aterragem em Perm, as 88 pessoas a bordo do Boeing 737 que saíra de Moscovo, distante 1400 km.

Em agosto de 2006, a queda, na Ucrânia, dum Tu-154 da companhia russa Pulkovo Airlines, causa a morte das 170 pessoas a bordo.

Um mês antes, em 9 de julho de 2006, um A310, da companhia de bandeira russa S7 incendiara-se durante as manobras de aterragem na pista de Irkutsk. Todos os 125 ocupantes do voo morrem.

Chechenos reivindicam quedas de aviões em 2004

Em 24 de april de 2004, dois atentados em voos saídos do mesmo aeroporto deste domingo, o Domodedovo-Moscovo, causam a morte de 90 pessoas a bordo, incluindo quatro bombistas suicidas. O atentado foi, segundo a Reuters, reivindicado pelos separatistas chechenos. Fontes: agência Tass, outras referidas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Newsletter

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project