CINEMA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Roubou Óscar à Melhor Atriz que pediu ’Inclusão das minorias’ em Hollywood 06 Mar�o 2018

Recebeu, na noite deste domingo, 4, o Óscar de Melhor Atriz e pouco depois foi-lhe roubado pelo homem da foto em traje de gala e com entrada garantida por bilhete válido para a grande noite de Hollywood. É real e literal: a estatueta foi roubada, ainda no recinto da cerimónia, à sua dona, a atriz Frances McDormand — que mandou as colegas nomeadas e vencedoras dos Óscares a levantarem-se "para fazer ouvir a sua voz em apoio" às causas do dia: contra a discriminação sexista e em prol da ’cláusula da inclusão’ em Hollywood.

Roubou Óscar à Melhor Atriz que pediu ’Inclusão das minorias’ em Hollywood

O ladrão começou por ser um anónimo em traje de gala que tinha bilhete para o baile after-party dos Óscares. Sem nome, ganhou o primeiro plano da comunicação social e das redes sociais, ’social-media’.

O seu nome veio a ser divulgado pouco depois, quando, após publicitar na sua página de Instagram as selfies — que foi fazendo primeiro ainda no espaço da cerimónia onde pediu parabéns aos presentes (afirmou mesmo: "Conseguimos eu e a minha equipa") e depois já na rua, com os trabalhadores matinais que passavam por ele e a quem pedia para o felicitarem por ter ganho o Óscar —, a polícia lhe deitou a mão.

Terry Bryant, de súbito catapultado para a fama —instantânea e efémera — dormiu na cadeia e na manhã de segunda-feira foi apresentado ao juiz. Saiu com uma fiança de 20 mil dólares.

A veterana Frances McDormand, de 60 anos, recebeu o seu segundo Óscar como Melhor Atriz, a primeira foi em 1997. A Melhor Atriz de 1997 e de 2018 merece também o prémio de Melhor Discurso por ter defendido que os atores em destaque devem exigir à indústria cinematográfica que aplique a lei da cláusula da minoria, refere a galáxia mediática.

Fontes: AP, WP.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project