MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Retrato de princesa Tutu achado em Londres 40 anos após roubo atinge 1,205 milhão de libras 08 Mar�o 2018

O quadro da princesa neta do último rei de Ife e que a leiloeira Benhams estimara em 200 mil libras foi arrematado, na última quarta-feira, 28, por 1,205 milhão de libras (1,6 mil milhões CVE).

Retrato  de princesa Tutu  achado em Londres  40 anos após roubo atinge 1,205 milhão de libras

A tela pintada em 1974 por Ben Enwonwu, tido como um dos mais importantes artistas contemporâneos, teve um modelo raro: a princesa Adetutu Ademiluyi, da família real Ife, da Nigéria.

A obra de 1974 e que no ano seguinte foi roubada durante uma exposição na embaixada italiana em Lagos, então capital, só foi recuperada em fins do ano passado.

Como o diretor da Benhams explicou à imprensa em vésperas do leilão, ele foi visitar uns "amigos que vivem num modesto apartamento do norte de Londres" e na parede estava o quadro — herdado do pai que estivera nos anos de 1970 na Nigéria. Essa família apreciava muito o quadro mas estava longe de saber o seu valor.

1ª "Tutu" data de 1973 e continua desaparecida

Em 1973, Ben Enwonwu, artista consagrado e professor de arte, pôde retratar a adolescente Tutu — após muito persistir junto da família real de etnia Ife residente na ancestral cidade de Ile-Ifé, 218 km a sudoeste da outrora capital, Lagos. A princesa que posou para ele não era a primeira figura real que o fazia. Em 1956, na sua visita à Nigéria, a Rainha de Inglaterra também posara para a escultura que dela fez Enwonwu.

Concluído o quadro, Ben Enwonwu recusou separar-se dele. No ano seguinte, pintou a versão agora leiloada em Londres e que foi roubada durante uma exposição em 1975. Pintou ainda uma terceira versão, que viria a ser roubada com a primeira em 1994 , num assalto à casa do artista.

Continua pois desaparecida a versão original de que o pintor nunca quis separar-se, mantendo o quadro em casa sem nunca o exibir. O filho do pintor e escultor, Oliver Enwonwu, entrevistado a semana passada, refere que o roubo provocou a morte prematura do pai, que aos 72 anos estava a tratar-se de um cancro.

Busca-se a real Tutu, desaparecida na megápole Lagos

Acredita-se que a real Tutu, Adetutu Ademiluyi, a rondar hoje os sessenta anos, estará a viver em Lagos. Familiares distantes contaram à BBC que há anos não sabem dela, que estará a viver em Lagos.

A busca promete ser difícil na maior cidade africana, com mais de 20 milhões de habitantes. Lagos, a cidade nigeriana, é homónima da cidade algarvia, no sul de Portugal de que recebeu o nome em fins do século XV. Fontes: BBC. The Guardian.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project