ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Restauração japonesa bate novo máximo: 193 milhões por um atum 14 Janeiro 2020

O empresário do sushi conhecido por ’Rei do Atum’ voltou a ser celebrado no primeiro leilão de 2020, ao arrematar o atum da foto por cento e noventa e três milhões de ienes, que equivalem a 180 milhões CVE.

Restauração japonesa bate novo máximo: 193 milhões por um atum

O proprietário da cadeia de restaurantes Sushizanmai ganhou a licitação ao oferecer, no domingo, o valor perto dos dois milhões de dólares pelo atum de 276 kg, pescado na região de Aomori no norte do Japão.

"Este é o melhor atum! É caro, mas os nossos clientes merecem prová-lo", disse Kimura aos jornalistas presentes no leilão.

Cada vez mais mediatizado sobretudo desde 2013, o leilão tem lugar, segundo a tradição iniciada em 1935 em Tóquio, às cinco da manhã do segundo domingo do ano no principal mercado de peixe da capital japonesa.

O máximo valor da arrematação deste ano, com cada quilo a custar mais de seiscentos e cinquenta contos, é todavia ultrapassado pelo registado o ano passado.

No leilão de 2019, o mesmo Kimura, proprietário da cadeia de restaurantes Sushizanmai, ganhou a licitação ao oferecer mais de trezentos milhões de ienes (333.600.000), em dólares 3,1milhões, por um atum de 278 kg, pescado na região de Aomori no norte do Japão

Mais extraordinário é que o "Rei do Atum", mais uma vez vitorioso em 2020, foi também o recordista de 2019, ano em que pagou o equivalente a 307.254.000$00, o quilo a 1,1 milhão de escudos, o dobro do valor pago em 2013. Conferidos os zeros à direita só há uma exclamação: Estratosférico!

Dobro do preço, como a combinar com o dobro do espaço: é que o novo mercado, deslocalizado em outubro de 2018 para Toyosu, bairro mais a leste na capital, é duas vezes mais espaçoso.

Nesse leilão do Ano Novo de há sete anos, que teve lugar no tradicional mercado de Tsukiji — desativado ao fim de 83 anos em funções —, Kimura arrematou o "melhor atum fresco do lote" por 155 milhões de ienes, pela mesma quantidade de atum.

Se em 2020 dizemos Estratosférico!, que dizer do recorde de 2019, ano em que o ’Rei do Atum’ pagou o equivalente a 307.254.000$00, o quilo a 1,1 milhão de escudos, o dobro do valor pago em 2013. Conferidos os zeros à direita só há uma exclamação: Hiper-Estratosférico!

Otoro

A parte mais espessa da barriga do atum, em japonês otoro, é a preferida dos apreciadores do escômbrida atum, em latim thunnus. Mas parece que este era um segredo bem guardado até que os americanos o descobriram… pelo palato. Isto, dizem os estudiosos do fenómeno, aconteceu no pós-guerra. Anos depois, a comida japonesa tornou-se um dos pratos favoritos dos Estados Unidos, o que fez disparar os preços.

Fontes: Times of Japan/AFP/Arquivos especializados.

….

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project