INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

RDCongo: Félix Tshisekedi eleito presidente em vitória histórica mas Ramazani, Fayulu ainda podem recorrer ao TC 11 Janeiro 2019

A República Democrática do Congo (RDC) elegeu presidente Félix Tshisekedi que "obteve 7 051 013 sufrágios, ou seja 38,57% do total dos votos validamente expressos", proclamou o presidente da comissão eleitoral-CENI na madrugada desta quinta-feira, 10. Mas os oponentes ainda podem recorrer ao Tribunal Constitucional sobre os resultados da eleição presidencial de 30 de dezembro.

RDCongo: Félix Tshisekedi eleito presidente em vitória histórica mas Ramazani, Fayulu ainda podem recorrer ao TC

O suspense sobre o sucessor de Joseph Kabila durou onze dias, desde a votação do último dia 30. Eram três horas da madrugada desta quinta-feira quando o presidente da CENI, em Kinshasa, rodeado de um grande aparato de segurança, proclamou que a vitória eleitoral é de Félix Tshisekedi.

Os adversários, como Emmanuel Ramazani, do partido de Kabila, ou Martin Fayulu, para muitos já considerado como o novo presidente eleito da RDC — e que disse numa entrevista à imprensa local que o povo congolês sabe bem quem venceu as eleições e que, por isso, "qualquer intenção de alterar o resultado do voto é inegociável" — podem recorrer ao Tribunal Constitucional até ao dia 20 para contestar os resultados.

O presidente-eleito Félix Tshisekedi lidera desde 2017 a União para a Democracia e Progresso Social (UDPS), sucedendo ao pai, Étienne. A sucessão de pai para filho tanto na oposição como na situação marcou o Congo deste terceiro milénio.

Também o presidente Joseph Kabila, que sob pressão foi obrigado a desistir de renovar o mandato ao fim de 17 anos na presidência, sucedera ao pai. O presidente Laurent Kabila, no poder desde a queda de Mobutu em 1997, foi assassinado em 2001.

O político Étienne Tshisekedi wa Mulumba fundou o que se tornaria o maior partido da oposição para combater a ditadura de Mobutu, de quem foi primeiro-ministro em 1991, 1992–1993 e 1997.

Fontes: AFP/Reuters/Jornal de Angola. Foto (AP) captada na madrugada de quinta-feira: manifestante rejubila com o anúncio da vitória de Félix Tshisekedi (à direita).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project