ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Protestos nacionais: Presidente do STIF fala em “presença massiva” na manifestação de sábado e reafirma reivindicações 14 Janeiro 2020

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Financeiras (STIF), Aníbal Borges, destacou hoje a "presença massiva" de pessoas em manifestações a nível nacional, acima de cinco mil participantes, e reafirmou as reivindicações laborais.

Protestos nacionais: Presidente do STIF fala em “presença massiva” na manifestação de sábado e  reafirma reivindicações

Depois de no sábado a União Nacional dos Trabalhadores Cabo-verdianos-Central Sindical (UNTC-CS) ter saído à rua na cidade da Praia para exigir melhores condições laborais, hoje foi a vez de 13 sindicatos da família da mesma central, numa manifestação a nível nacional, em duas iniciativas que estão a dividir a maior central sindical do país.

Na manifestação de hoje, Aníbal Borges disse que os objetivos foram conseguidos, apesar de alguns constrangimentos, entretanto ultrapassados.

"Há uma presença massiva, que nós calculamos acima de cinco mil pessoas na rua, e isso representa uma força e que os trabalhadores estão a dar ao Governo um sinal de que tem que arrepiar o caminho, tem que ouvir, tem que cumprir com as suas obrigações", afirmou.

Além do STIF, na ilha de Santiago a manifestação juntou ainda o Sindicato da Indústria, Serviços Comércio, Agricultura e Pesca (SISCAP) e o Sindicato Nacional dos Professores (Sindep), mas há mais 10 sindicatos associados, que também saíram à rua nas ilhas de Santo Antão, São Vicente, São Nicolau, Sal, Boavista e Maio.

O percurso da manifestação na Praia iria terminar em frente à Assembleia Nacional, em Achada de Santo António, onde estava a decorrer a sessão solene comemorativa do Dia da Liberdade e da Democracia.

Um enorme aparato policial foi montado a 100 metros, como estipula a legislação em relação a manifestações em frente a edifícios públicos e embaixadas.

Aníbal Borges considerou o aparato policial normal, tendo em conta que no sábado manifestantes em homenagem a um estudante morto em Portugal foram consecutivamente derrubando os gradeamentos policiais até chegar mesmo em frente à embaixada de Portugal e depois entraram no edifício da Assembleia Nacional.

O presidente do STIF disse que compreendeu "perfeitamente", mas considerou que o aparato policial poderia ser dispensado.

Quanto à manifestação, o líder sindical reafirmou todos as reivindicações, como o cumprimento dos compromissos assumidos com os trabalhadores, os quais constam do programa do Governo, a reposição imediata do poder de compra, diminuição do Imposto Único sobre o Rendimento (IUR) em 1% anual.

Os sindicatos querem também a diminuição do desemprego, sobretudo o desemprego jovem, reposição dos direitos retirados aos segurados, diminuição da idade da reforma dos trabalhadores marítimos para 60 anos, instalação urgente do Juízo do Trabalho em São Vicente e reforço e implementação da Inspeção-Geral do Trabalho e da Direção-Geral do Trabalho em Santo Antão, Boavista e Fogo.

Luta e perceção errada da realidade pelo Governo

"Há uma perceção do Governo que não corresponde à realidade. O Governo diz que está a trabalhar para a felicidade das famílias, mas na verdade não está a traduzir esta felicidade no nível de vida que as pessoas têm neste momento", afirmou Aníbal Borges.

O presidente do STIF pediu ainda aos trabalhadores para não desanimarem, que continuem a reivindicar os seus direitos e a forçar o Governo a cumprir com os seus compromissos.

Aníbal Borges entendeu que os sindicatos deveriam estar juntos nestas lutas, mas lembrou que foi o STIF o primeiro a agendar a manifestação para 13 de janeiro, "muito antes" da UNTC-CS e que quem promoveu a divisão foi a secretária-geral da central sindical, Joaquina Almeida.

A secretária-geral da UNTC-CS explicou anteriormente que só na semana passada deu a indicação do dia da realização da manifestação, mas que já tinha convidado todos os sindicatos de Santiago para se reunirem e decidirem a ação reivindicativa em conjunto. A Semana c/Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project