Cultura

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidente do IPC diz que os investimentos na Tabanca são para continuar 08 Junho 2022

O presidente do Instituto do Património Cultural (IPC), Hamilton Jair Fernandes, disse, esta terça-feira, na cidade da Praia que os investimentos do Governo na Tabanca são para continuar, mesmo em função do evoluir ou não da pandemia.

Presidente do IPC diz que os investimentos na Tabanca são para continuar

Hamilton Jair Fernandes fez estas declarações à imprensa momentos após a inauguração da Casa da Tabanca de Achada de Santo António, um ato em que esteve em representação do ministro da Cultura e Indústrias Criativa, Abraão Vicente.

Segundo a Inforpress, este responsável, começou dizendo que, desde 2017 a esta parte, o Governo, através do Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, já investiu cerca de 14 mil contos nos grupos de Tabanca e que 14 grupos recebem o subsídio anual de 200 contos.

“A isto pode-se se somar o projeto Inventário, as formações contínuas e os apoios pontuais, como é o caso aqui, não só a verba que foi destinado ao grupo de Tabanca de Achada de Santo António, mas também houve a concessão de alguns apoios para a execução da festa que se inicia hoje e que vai até o dia 13”, completou.

Hamilton Jair Fernandes falou ainda num projeto a curto prazo, que é precisamente o dossiê de candidatura para a elevação da Tabanca a Património Mundial da Humanidade.

“Isso é possível, os técnicos estão no terreno, há aqui todo um trabalho e engajamento das câmara municipais, mas sobretudo dos grupos de Tabanca que ao fim ao cabo são os grandes beneficiários de todo este investimento. Este investimento vai continuar, iremos ter em função da evolução ou não da pandemia, mas sobretudo com as remessas que podemos aqui angariar, há sempre um propósito de alavancar e alargar essa ajuda e esse subsídio que é atribuído aos grupos da Tabanca”, frisou.

Em relação à inauguração da Casa de Tabanca de Achada de Santo António, o presidente do IPC disse que o ato representa um ganho para a cultura cabo-verdiana, acrescenta a Inforpress.

“A Tabanca representa em todo o território nacional um grande ativo para o Turismo e para o desenvolvimento local. É basta ver a questão da identidade local e o simbolismo que representa para esses territórios, mas também, não menos importante, a Tabanca pode atrair aqui algum comércio, alguma renda para as famílias”, defendeu.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal da Praia, Francisco Carvalho, afirmou que a autarquia acarinha este projeto de elevação da Tabanca a Património Mundial “com os braços bem abertos”.

“Nós estamos a fazer uma profunda aposta na cultura aqui na Câmara Municipal da Praia. Tudo aquilo que vem enriquecer o panorama cultural aqui do município da Praia, nós estamos a postos e disponíveis para dar o nosso máximo, colaborando o mais possível. Cabo Verde tem, Praia tem uma capacidade e uma diversidade cultural que nós todos devemos explorar e desenvolver o mais possível a favor do desenvolvimento do nosso próprio município”, completou segundo a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project