LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidencial em Portugal: Mais de 246 mil inscritos para votar hoje — Cada um leve a sua caneta 17 Janeiro 2021

Seiscentas mesas de voto servidas por cerca de 2.500 pessoas, em Portugal continental e nas regiões autónomas dos Açores e da Madeira abriram a tempo para o voto antecipado, uma semana antes da eleição presidencial portuguesa. Destaca-se o elevado número de pessoas que se inscreveram para votar antecipadamente: 246.880 contra as 56.287 das legislativas de há dois anos. Para os portugueses deslocados no estrangeiro, estão previstas 117 mesas, nos consulados, num total de 585 membros de mesa.

Presidencial em Portugal: Mais de 246 mil inscritos para votar hoje — Cada um leve a sua caneta

Lisboa é o concelho com mais inscritos, 33.364, seguido do Porto, com 13.280, e Coimbra, com 9.201, de acordo com o mapa publicado pelo Ministério da Administração Interna, em que se informa quais os locais de voto em cada um dos concelhos.

Os concelhos com menos inscritos são Porto Moniz, na Madeira, com oito inscritos, Nordeste, São Miguel, nos Açores, com nove, e Barrancos, distrito de Beja, com 14.

As europeias e as legislativas de 2019 foram as primeiras eleições com voto antecipado, mas nas presidenciais deste ano alargou-se a votação das capitais distritais para as sedes concelhias. Objetivo: evitar grandes concentrações de pessoas devido à epidemia de Covid-19 em Portugal.

Quem pediu para antecipar o voto terá locais para votar em cada uma das sedes dos 308 concelhos, no continente e nas ilhas. Quem se inscreveu no voto antecipado mas não votou, tem ainda a possibilidade de exercer o seu direito e dever cívicos no dia 24.

A administração eleitoral garante condições sanitárias e de higiene aos eleitores para votar. Tanto hoje como em 24 de janeiro, vai haver álcool-gel nos locais de votação.

Para exercer o seu direito cívico, o eleitor é obrigado a usar máscara e desinfetar as mãos antes e depois de votar. Aconselha-se que cada um leve a sua esferográfica ou caneta.

A pandemia de Covid-19 provocou 8.709 mortos em Portugal em mais de 539 mil casos de infeção.

Fontes: Lusa/RTP/DGS/Worldometers. Foto (Lusa): Um dos locais de voto é a Faculdade de Direito de Lisboa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project