NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Prémio ’Atriz da Europa’ para Céu Guerra que trouxe a Cabo Verde ‘Maria Parda’ 06 Julho 2019

A veterana atriz foi distinguida com o prémio internacional ‘Melhor Atriz de Teatro da Europa’, com entrega solene este sábado, 6, no âmbito do Festival de Teatro que acontece no Lago de Prespa, na fronteira entre a Macedónia, a Albânia e a Grécia.

Prémio ’Atriz da Europa’ para Céu Guerra que trouxe a Cabo Verde ‘Maria Parda’

"Um prémio que muito honra A Barraca, companhia onde Maria do Céu Guerra tem desenvolvido grande parte do seu trabalho artístico e que reconhece o enorme mérito da prática teatral e humanista de uma das figuras maiores do Teatro e da Cultura em Portugal", lê-se na página do Facebook do ‘A Barraca’.

Atriz, encenadora, polivalente teatral

Iniciada no grupo teatral da Faculdade de Letras de Lisboa, Maria do Céu Guerra em 1965 cofundou a Casa da Comédia. Aí se estreou, nesse mesmo ano, na peça "Deseja-se Mulher", de Almada Negreiros, encenada por Fernando Amado.

Nos cinco anos seguintes, profissionalizou-se no Teatro Experimental de Cascais, onde participou num vasto conjunto de peças dirigidas por Carlos Avilez, das quais se destacam "Esopaida", de António José da Silva, "Auto da Mofina Mendes", de Gil Vicente, "A Maluquinha de Arroios", de André Brun, "A Casa de Bernarda Alba" e "Bodas de Sangue", de Federico García Lorca, "D. Quixote", de Yves Jamiaque, "Fedra", de Jean Racine, "O Comissário de Polícia", de Gervásio Lobato, e "Um Chapéu de Palha de Itália", de Eugène Labiche.

Na década de 1970, participou em vários elencos de teatro de revista e de comédia, colaborou com Laura Alves e Adolfo Marsillach, na peça "Tartufo", de Molière, e de volta à Casa da Comédia, trabalhou com Morais e Castro e Luís de Lima.

A Barraca após o 25 de Abril

Fez parte do grupo fundador do Teatro Adoque-Cooperativa de Trabalhadores de Teatro, logo em 1974. No ano seguinte, fundou a companhia de teatro A Barraca, onde desde então tem centrado a sua atividade teatral.

Nesta companhia realizou várias digressões em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente no Brasil, tendo feito parte dos elencos de peças como "D. João VI" (1978), de Hélder Costa, "Calamity Jane" (1986), com textos, adaptação e dramaturgia da atriz e de Hélder Costa, "A Cantora Careca" (1992), de Eugene Ionesco, e "O Avarento" (1994), de Molière, entre outras.

Cinema e televisão

O desempenho no filme "Os Gatos não têm Vertigens" (2015), de António-Pedro Vasconcelos, valeu-lhe um Globo de Ouro de Melhor Atriz de Cinema e o Prémio Sophia para a Melhor Atriz.

No cinema, Maria do Céu Guerra estreou-se em "O Mal-Amado" (1974), de Fernando Matos Silva, tendo participado também em "Crónica dos Bons Malandros" (1984), de Fernando Lopes, "A Moura Encantada" (1985), de Manuel Costa e Silva, "Saudades para Dona Genciana" (1986), de Eduardo Geada, "Os Cornos de Cronos" (1991), de José Fonseca e Costa, e em "O Anjo da Guarda" (1998), de Margarida Gil, entre outros.

Na televisão, além da peça "O Pranto de Maria Parda" (1998), de Gil Vicente, participou em séries e telenovelas como "Residencial Tejo" (1999-2002), "Vamos Contar Mentiras" (1985), "Jardins Proibidos" (2014-2015), e "A Impostora" (2016), entre outras, assim como na adaptação de "Calamity Jane" (1987), pelo realizador Hélder Duarte.


"Maria Parda" associada à sua vinda a Cabo Verde

A Maria Parda vicentina é a personagem que, entre nós, está indelevelmente associada ao percurso artístico de Maria do Céu Guerra.

A personagem quinhentista do monólogo ‘Pranto de Maria Parda’ foi reavivada pela atriz em 1998, em apresentações académicas, seguidas da transmissão na RTP. Dois anos depois, a atriz traria a peça vicentina a Cabo Verde.

Prémio e melhor atriz europeu em 2019

Em janeiro deste ano, recebeu o Prémio Vasco Graça Moura-Cidadania Cultural. E seis meses depois, é a consagração europeia como "Melhor Atriz da Europa" no Festival de Teatro que acontece no Lago de Prespa”, proclamado pelo Parlamento Europeu como Parque Europeu Trans-Fronteiras.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project