ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Preços de combustíveis mais caros a partir deste sábado 31 Julho 2020

Os preços de combustíveis estão mais caros a partir deste Sábado. Conforme a nova tabela aprovado pela Agência Reguladora Multissetorial da Economia-ARME, os produtos que sofreram maior aumento são Gasóleo Marinha (2,33%), Fuelóleo 180 (7,03%e) e Fuelóleo 380 (7,40%).

Preços de combustíveis mais caros a partir deste sábado

A ARME atualiza os novos preços máximos dos combustíveis, que devem vigorar a partir deste sábado, 1 de agosto de 2020, até 31 desde mês. De acordo com a nova tabela ( em anexo no rada pé desta peça), o Gasóleo Normal passa a ser vendido a 78,30 ECV/L, a Gasolina, a 100,50 ECV/L; o Petróleo, a 62,10 ECV/L; o Gasóleo Electricidade, a 63,00 ECV/L; o Gasóleo Marinha, a 52,80 ECV/L; o Fuel 380, a 56,60 ECV/L e o Fuel 180, a 59,40 ECV/L. Já o Gás butano passa a ser comercializado a granel por 116,90 ECV/Kg, sendo que as garrafas de 3Kg passam a ser vendidas a 333,00 ECV; as de 6 Kg, a 792,00 ECV; as de 12,5Kg, a 1.462,00 ECV e as de 55Kg, a 6.431,00 ECV.

A Reguladora Económica fundamenta que, conforme dados publicados no Platts European Marketscan e LPGasWire, os preços médios dos combustíveis nos mercados internacionais, cotados em USD/ton, mantiveram a tendência de subida durante o mês de julho (11,92%) relativamente ao mês de junho.

«Em julho, os preços do petróleo nos principais mercados internacionais mantiveram a tendência de subida, embora, mais ligeira (6,36%), com os mercados a reagirem à potencial instabilidade política e comercial recrudescente entre os EUA e a China, à desvalorização do dólar americano, bem como à evolução da pandemia. Para além disso, os analistas continuam a monitorizar os indicadores do setor petrolífero internacional, que apontam para uma recuperação dos níveis de procura. Ao mesmo tempo, continuam os esforços dos produtores para nivelar a oferta, por forma a evitar novos choques no preço desta matéria-prima» acrescenta o comuncado.

Este indica que a cotação do último dia (útil) do mês de julho do câmbio EUR/USD, tendo como referência a BLOOMBERG (14 horas no horário de Frankfurt), evidenciou uma apreciação acentuada do euro face ao dólar dos Estados Unidos, em 5,75% (1,1840), comparado ao câmbio do último dia útil do mês de junho. Por isso, a evolução dos preços dos produtos petrolíferos no mercado internacional, aliada à apreciação do euro face ao dólar americano, bem como a actualização do Premium de fornecimento de Fuelóleo 0,5% em enxofre, determinaram os preços dos combustíveis no mercado nacional, ora fixados.

«Assim, no mercado interno, os preços do Gasóleo Normal, Gasóleo Eletricidade e Gasóleo Marinha aumentaram 1,82%, 2,27% e 2,33%, respectivamente; a Gasolina e o Petróleo aumentaram 0,40% e 0,81%, respectivamente, e os preços do Butano, de Fuelóleo 180 e Fuelóleo 380 aumentaram 1,92%, 7,03% e 7,40%, respetivamente. Isto corresponde a um aumento médio dos preços dos combustíveis de 3,00%, precisou a ARME.

Para a mesma fonte, comparativamente ao período homólogo (agosto de 2019), a variação média dos preços dos combustíveis corresponde a uma diminuição de 19,86% e, relativamente à variação média ao longo do ano em curso, ela corresponde a um decréscimo de 1,89%.

Segundo a ARME, os novos valores do parâmetro CP (Custo de Aquisição do Produto) e os correspondentes preços máximos de venda ao consumidor final dos combustíveis regulados devem vigorar de 01 a 31 de agosto de 2020.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project