LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal defende Brasil que França ameaça: "O Brasil precisa de ajuda, não de sanções" do G7, reage primeiro-ministro português 24 Agosto 2019

O primeiro-ministro português reagia na sexta-feira, 23, à mais recente declaração do presidente francês. Emmanuel Macron, que este ano preside o G7, acusou o presidente Bolsonaro de "mentir sobre o clima" e referiu possíveis sanções a discutir na reunião de três dias que começa na estância balnear de Biarritz neste sábado, 24.

Portugal defende Brasil que França ameaça:

"A Amazónia é um dos maiores pulmões do mundo e, portanto, o que lá acontece é algo que diz respeito a todos os cidadãos, é um problema global", afirmou António Costa.

O chefe do Executivo português manifestou "a disponibilidade de apoio para enfrentar os incêndios" que há dezanove dias devastam a Amazónia e defendeu que "o Brasil precisa de solidariedade e não de sanções".

Em declarações aos meios de comunicação social, António Costa aconselhou também a não confundir o "drama que está a ser vivido neste momento na Amazónia" com o acordo entre a União Europeia e a Mercosul.

"É um acordo comercial muito importante para a economia portuguesa", que "esteve mais de 20 anos a ser negociado", até que por fim " houve um acordo, em julho".

O chefe do governo português afirmou que "a tragédia não deve ser utilizada, por aqueles países que sempre se opuseram [ao acordo], para reabrir o tema". Costa ramtou lembrando as históricas relações fraternas entre Portugal e o Brasil. Fontes: RTP/Rádio Renascença/Le Monde

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project