LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal: Representantes da CPLP debatem sustentabilidade alimentar 18 Julho 2019

Representantes da Comunidade de Países da Língua Portuguesa (CPLP) estão reunidos, a partir desta quarta-feira, prolongando-se até domingo, em Idanha-a-Nova, em Portugal, para debater sobretudo a sustentabilidade alimentar mundial, através do Fórum Internacional Territórios Relevantes para Sistemas Alimentares Sustentáveis – FISAS.

Portugal: Representantes da CPLP debatem sustentabilidade alimentar

O objectivo cimeiro deste encontro é discutir e aprovar uma abordagem coordenada, visando promover uma urgente transição para sistemas alimentares sustentáveis à escala da lusofonia e do mundo em geral.

Com a supervisão de Portugal, o Fórum Internacional Territórios Relevantes para Sistemas Alimentares Sustentáveis conta com a presença do Diretor-Geral da FAO, José Graziano da Silva, do Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural de Portugal, Luís Capoulas Santos, e dos Ministros e representantes de governo da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, bem como representantes ACTUAR e da INNER – Rede Internacional das Bio-Regiões.

Conforme a organização, também, até o dia 21 de julho, inúmeros produtores de Portugal, Espanha, França, Brasil, São Tomé e Príncipe, Angola e Cabo Verde irão partilhar boas práticas de desenvolvimento rural, sendo algumas delas premiadas e reconhecidas neste âmbito. Para a mesma fonte, trata-se, em grande parte, de agricultores familiares, homens e mulheres, que no seu dia-a-dia e através da sua atividade, contribuem para a promoção da biodiversidade, da transmissão de conhecimentos tracionais e da implementação de dietas saudáveis, tendo sempre por base modos de produção sustentáveis.

“O FISAS será um evento único, que reunirá durante cinco dias mais de uma centena de pessoas e de experiências de diversos países para construir propostas para programas e políticas que nos permitam ter um sistema alimentar sustentável”, explica Francisco Sarmento, chefe do Escritório da FAO em Portugal e junto da CPLP.

Já para Armindo Jacinto, Presidente do Município de Idanha-a-Nova, a primeira bio-região de Portugal, “o FISAS será também uma oportunidade para todos nós, também consumidores, podermos participar e colaborar na construção de um mundo mais sustentável”.

A fazer fé no programa dos trabalhos, do FISAS sairá a "Declaração para a Promoção de Sistemas Alimentares Sustentáveis", um documento de referência para a ação governativa e programas que se destinem a promover uma urgente mudança para sistemas alimentares mais sustentáveis em Portugal e noutros países da CPLP. Um compromisso que dá continuidade aos acordos políticos estabelecidos na “Carta de Lisboa”, resultante da Reunião de Alto Nível sobre Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável na CPLP, realizada em 2018, em Lisboa. «Espera-se também durante o evento aconteça o anúncio de projetos concretos para a promoção da agricultura familiar sustentável e da agroecologia na CPLP, com o apoio da FAO», perspectiva a organização do forúm.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project