LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Portugal: André Ventura quer ’desratizar’ Chega, demite-se para forçar novas eleições 06 Abril 2020

Sábado. Três dias depois de abster-se na votação do decreto presidencial para a renovação do estado de emergência, Ventura demite-se da liderança do partido de direita xenófobo, o que lhe abre caminho para em novas eleições "varrer os ratos" .

Portugal: André Ventura quer ’desratizar’ Chega, demite-se para forçar novas eleições

Horas depois, Ventura colocou um vídeo (vide: online) dirigido aos militantes a justificar o seu voto, em que o seu principal argumento é “que” a prorrogação do estado de emergência vai "juntar a uma crise económica e a uma crise de saúde pública, uma crise de impunidade e de criminalidade" ao "pôr reclusos na rua".

A sua abstenção suscitou críticas internas dos correligionários e a "necessidade de clarificar" tudo em eleições internas, que Ventura convocou para setembro. Obviamente que, anuncia no vídeo, é candidato à liderança.

Aos críticos lança um desafio: que avancem contra ele, que é um assumido "radical" e "extremista" no que toca ao sistema". Recorde-se no entanto que Ventura, militante do PSD entre 2001 e 2018, foi em 2017 o candidato da coligação PSD-CDS para a Câmara de Loures, hoje presidida pelo comunista Bernardino Soares.

Segundo o Observador online de sábado, as dissensões no partido agudizadas desde o mês transato chegaram na quarta-feira ao cúmulo, quando o parlamento votava a renovação do estado de emergência. Ventura absteve-se contra a indicação do partido para que apoiasse o decreto presidencial.

Parlamentares a solo em guerra com o seu partido

O deputado único entra em colisão com o partido. André depois de Joacine.
O desfecho do confronto entre Joacine e o partido é a rutura que levou a 1ª deputada guineense ao estatuo de ’parlamentar sem partido’ ao fim de apenas três meses após ser empossada no cargo. (Vide : Joacine Moreira perde apoio do Livre, inscrição e direitos afins — Fim político da 1ª deputada guineense em Portugal?, 01.fev.020 ).

As eleições no Chega em setembro decidirão o futuro de Ventura?

Fontes: Referidas. Foto(Wikipedia): André Ventura foi em outubro de 2019 o apresentador numa livraria lisboeta do livro Dia D, o dia de "The Donald", sobre a eleição do 45º presidente americano, da autoria do jornalista João Lemos Esteves.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project