REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Papa Francisco critica nepotismo como forma de corrupção dos governos 29 Junho 2020

O papa Francisco criticou, durante a oração Angelus, que algumas formas de corrupção aconteçam quando os governantes sentem mais amor pelos seus parentes do que pela própria pátria.

Papa Francisco critica nepotismo como forma de corrupção dos governos

“Algumas corrupções nos governos acontecem realmente porque o amor pela família é maior que o amor pela pátria e eles metem seus parentes nos cargos”, disse, segundo a Lusa, o papa do Palácio Apostólico a algumas dezenas de pessoas reunidas na Praça de São Pedro, no domingo, apesar do calor que se fazia sentir.

Nesse sentido, o papa refletiu sobre o Evangelho e lembrou que uma das exigências de Jesus de Nazaré aos seus discípulos é colocar a fidelidade acima dos afetos da família.

“É claro que Jesus não pretende subestimar o amor por pais e filhos, mas ele sabe que os laços de parentesco, se colocados em primeiro lugar, podem-se desviar do verdadeiro bem”, disse.

Após a oração do Angelus, Francisco mencionou alguns países que vivem numa situação “dramática” devido a conflitos, fomes ou desastres naturais.

Em primeiro lugar, falou sobre a Síria e também lembrou que na próxima terça-feira será realizada a IV Conferência da União Europeia e das Nações Unidas para apoiar o futuro desse país e da região.

“Vamos rezar para que esta importante reunião possa melhorar a situação dramática do povo sírio e de seus vizinhos, em particular o Líbano, num contexto de graves crises sociopolíticas e económicas que a pandemia tornou ainda mais difícil”, afirmou.

Apelando ainda: “Por favor, que os líderes sejam capazes de fazer as pazes”.

Segundo ainda a Lusa, o papa Francisco também fez alusão ao Iémen e expressou a sua preocupação “especialmente por crianças que sofrem com essa grave crise humanitária”.

“Convido a rezar pela população do Iémen, de modo especial pelas crianças, que sofrem por causa da gravíssima crise humana”, declarou Francisco, desde a janela do apartamento pontifício, após a oração do Angelus.

Cerca de 2,4 milhões de crianças com menos de cinco anos de idade estão em risco de fome e desnutrição devido à falta de fundos para ajuda humanitária, tendo em conta a pandemia e após mais de cinco anos de guerra, segundo denunciou o Fundo das Nações Unidas para Crianças (UNICEF).

Finalmente, Francisco mencionou os afetados pelas inundações no oeste da Ucrânia e na República Democrática do Congo, conclui a mesma agencia de notícias.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project