POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PP assume candidatura para as câmaras municipais da Praia e de São Vicente nas próximas eleições autárquicas 06 Janeiro 2020

O Partido Popular (PP) assumiu hoje,05, que vai apresentar candidatos para as câmaras municipais da Praia e de São Vicente, nas próximas eleições autárquicas, sendo que nos restantes concelhos apenas irá concorrer para a eleição de deputados municipais.

PP assume candidatura para as câmaras municipais da Praia e de São Vicente nas próximas eleições autárquicas

Segundo a Inforpress, a informação foi avançada à imprensa pelo presidente do PP, Amândio Barbosa Vicente, após a habitual reunião quinzenal que o partido promove.

Este explicou que o PP “ainda não definiu” os nomes que irão encabeçar as candidaturas às câmaras municipais da Praia e de São Vicente, mas revela há contactos neste sentido.

Por outro lado, avançou que o partido vai concorrer em todos os concelhos para eleição de deputados municipais, referindo que nas autárquicas de 2020 o “objectivo principal é a participação”.

“Estas eleições servirão de balão de ensaio para o objectivo maior que serão as eleições legislativas”, disse, salientando que mesmo sendo um partido com poucos recursos, participará de forma expressiva nos concelhos do país.

Na reunião do PP, foi discutida ainda o plano de actividades para 2020, na qual, segundo Amândio Barbosa Vicente, a organização vai entregar ao Parlamento, até o dia 31 de Janeiro, a proposta de iniciativa popular de alteração da lei que define e estabelece as responsabilidades dos titulares de cargos políticos no país.

Apontou que no segundo trimestre, o PP dará inicio a uma nova iniciativa popular, referindo que poderá ser na questão da lei de base da saúde ou da taxa moderadora, além de outros campos que precisam ser alterados.

Situação da saúde e nova iniciativa popular

“No terceiro trimestre, vamos dar continuidade à nossa campanha porta a porta e aproveitar para recolha de assinatura desta nova iniciativa popular que vamos definir”, ajuntou.

O sector da saúde também foi discutido na reunião do partido, tendo o presidente do PP afirmado que não podia deixar de responder ao presidente do Conselho de Administração do Hospital Agostinho Neto (HAN), na sequência deste ter ameaçado processar o partido por calúnia e irresponsabilidade.

De acordo com o líder do PP, “quem deveria ter medo da justiça é o próprio presidente do HAN”, isso porque, justificou, perante a denúncia dos sindicatos de médicos sobre falhas no hospital central da Praia, Júlio Andrade “não disse nada”.

“Não é crível num hospital central, o presidente ficar calado perante uma situação destas”, lamentou.

Falou ainda da Taxa Moderadora em que o “Governo assumiu rever a situação”, mas nada fez, alegando reflexo negativo na qualidade de saúde prestada no HAN, sendo que muitas pessoas estão fora do sistema de saúde devido à cobrança dessa taxa.

Habitação social e contestação dos dados do INE sobre o emprego

Segundo ainda a mesma fonte, a situação da habitação também foi tema de discussão no seio do PP, tendo o partido acusado o MpD e o PAICV de serem os principais culpados da precariedade da problemática habitacional no país, uma vez sempre fizeram gestão à base da corrupção.

“Há pessoas em Cabo Verde que não têm um pedaço de terreno para construção de uma habitação, mas há terrenos para vendas a estrangeiros, em nome de um turismo que serve apenas uma parte”, acusou.

Por fim, instado sobre os últimos dados do INE referentes a taxa de desemprego, Amândio Barbosa Vicente contestou, questionando a falta de informação nas áreas em que se regista o aumento de emprego.

“O que dizem é manipulação, são estagiários que estão a ser contabilizados como emprego criado”, sublinhou o líder dos populares citado pela Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project