POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

PAICV convoca III congresso dos autarcas: Debate do papel dos autarcas em tempos de incerteza no centro das atenções 23 Novembro 2021

Com o lema “Solidariedade social, a nossa luta”, o Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, Oposição) anuncia promover, de 27 a 28 de novembro, o III Congresso dos Autarcas do partido. O evento visa discutir e aprimorar o papel dos Autarcas do PAICV, tendo em vista um desempenho cada vez mais qualificado dos Municípios, em todos os domínios do desenvolvimento local, neste momento de configuração de um novo mapa político autárquico em Cabo Verde e responsabilidades acrescidas em tempos de incerteza com a crise económico-social que se vive no país.

PAICV convoca III congresso dos autarcas: Debate do papel dos autarcas em tempos de incerteza no centro das atenções

“O III Congresso dos Autarcas do PAICV deve ser, por isso, uma ocasião de aprendizagem crítica e coletiva, e de preparação para o futuro. Deverá ser, fundamentalmente, o momento de preparação para os novos embates, com vista a uma boa performance nas Eleições Autárquicas de 2024, com a formulação de novas ideias, novos processos e formas inovadoras de políticas, para melhores caminhos de sucesso, face aos desafios em mutação permanente, na perseguição dos objetivos das comunidades locais, com inclusão social, económica, espacial e qualidade de vida ambiental”, ressalta o secretário-geral adjunto para os assuntos autárquicos, Américo Nascimento.

C9nforme a mesma fonte, este III Congresso dos Autarcas da formação tambarina terá a participação de 120 participantes, sendo 64 dos quais Delegados. Da agenda de trabalho contam pontos como a discussão dos Estatutos da Associação dos Autarcas do PAICV; Desafios do Poder Autárquico – Visão do PAICV; Agenda Autárquica 2021/2024; Comunicação dos Autarcas do PAICV; Eleição dos novos Órgãos da Associação.

Responsabilidades em momentos da crise

“As responsabilidades que, hoje, cabem aos Autarcas do PAICV, seja onde é poder político local, seja onde cumpre o seu honroso dever de oposição democrática, devem estar definidos em objetivos, tais como: O cumprimento das metas dos Desenvolvimento Sustentável; A implementação de uma Agenda Autárquica de Modernidade; Uma Gestão Autárquica de forte empoderamento social; Um diálogo social estruturado e permanente com a sociedade”, aponta Américo Nascimento.
.
Para o PAICV, tais objetivos encerram, em si, grandes desafios, principalmente num momento de sinais preocupantes de incertezas, tanto a nível local, como a nível central, face à crise económica, social e financeira, derivada da pandemia da Coivid-19.

“Esses desafios são, ainda, maiores quando a nossa sociedade está cada vez mais complexificada e diversificada, dada à maior mobilidade das populações, ao papel crescente dos meios de informação e de comunicação, tudo isso induzindo a um aumento significativo das exigências e expectativas das famílias e dos jovens, enformando e conformando novos valores, atitudes e formas de fazer política, e colocando novos impulsos à gestão autárquica e às lideranças locais”, mostra, acrescentando que é neste contexto que surge o III Congresso dos Autarcas do PAICV, “que se realiza um ano após as Eleições Autárquicas de 2020, num quadro diferente do II Congresso, realizado em setembro de 2018. Nessa ocasião, o PAICV era poder em apenas duas Câmaras Municipais. Hoje o PAICV é poder em oito Câmaras Municipais do país”, avança Américo Nascimento.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project