REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Nadadoras ao largo, no canal inglês e no mar de Cabo Verde 18 Setembro 2019

Os holofotes estão novamente voltados para nadadoras pioneiras, a Érika Soares, que no dia 1 deste mês nadou da Praia capital até à Cidade Velha, e a americana Sarah Thomas, que no dia 15 iniciou a primeira das quatro travessias do Canal da Mancha que completou na terça-feira, 17, sem parar.

Nadadoras  ao largo, no canal inglês e no mar de Cabo Verde

Muitas milhas em mar aberto, um recorde absoluto as quatro travessias do Canal da Mancha, entre a França e a Inglaterra, que a Sarah Thomas fez de domingo a terça-feira.

Nadadora de ultramaratonas em águas abertas, Sarah Thomas foi prejudicada pela forte correnteza na etapa final que prolongou o percurso de 135 km para os 215 km completados na terça-feira por volta das 6h30 da manhã (mais duas horas em Cabo Verde).

Um recorde absoluto — após o dos quatro nadadores que cruzaram o Canal da Mancha três vezes sem parar – que a natural do Colorado obteve em 54 horas e dez minutos.

Sarah Thomas só se alimentou de água aditivada com suplementos vitamínicos e minerais que lhe ia sendo atirada, através de uma corda a cada trinta minutos, do barco onde estava a equipa apoiante que incluía a própria mãe.

Por cá, a nadadora natural do Tarrafal de Santiago também bateu o recorde que foi a inédita travessia da Quebra-Canela à Cidade Velha.

— -
Fontes: BBC/The Guardian/Arquivo: É ou não verdade que a natação como disciplina de alta competição nos põe em desvantagem (a nós antropossomaticamente africanos)?, 4.set.2019

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project