SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Movimento “Korenti di Ativista Rizistensia i Liberdadi” promove marcha para assinalar dia dos heróis nacionais 19 Janeiro 2021

O movimento “Korenti di Ativista Rizistensia i Liberdadi” (corrente de activistas, resistência e liberdade) realiza esta quarta-feira, 20, a nona edição da marcha “Kabral Unifikador di Povu” (Cabral unificador do povo) para assinalar o dia dos heróis nacionais.

Movimento “Korenti di Ativista Rizistensia i Liberdadi” promove marcha para assinalar dia dos heróis nacionais

Com o lema “Pensa ku bu kabesa” (pensa com a tua própria cabeça), a marcha terá como ponto de partida a praça Alexandre Albuquerque e termina em frente ao Memorial Amílcar Cabral, na Biblioteca Nacional.

Segundo a porta-voz desta marcha cultural, Mia Luz citada pela Inforpress, com este evento procuram manter vivo na memória da juventude cabo-verdiana o “enorme sacrifício” realizado por Amílcar Cabral e seus companheiros na luta pela independência de Cabo Verde, da Guiné-Bissau e de toda a África.

“Nesse dia não só celebramos os nossos ancestrais tombados na luta pela total independência do povo africano, como também aproveitamos para reflectir sobre os novos desafios à luta contínua do nosso povo pelo direito supremo à dignidade, à justiça e ao bem-estar”, informou.

Esta marcha tem ainda como objectivo consciencializar as pessoas a terem uma nova visão das coisas que estão a acontecer na sociedade cabo-verdiana, indicou.

Conforme precisou, a ideia é levar os líderes comunitários a mobilizarem mais jovens para participarem activamente na vida política do País e a terem uma opinião formada sobre os diversos assuntos que afligem a sua comunidade a nível da saúde e da educação.

Mia Luz adiantou que, este ano, além de Amílcar Cabral, um dos rostos desta marcha será Titina Silá, uma das mulheres que participou na luta de libertação nacional.

“Nessa marcha queremos mostrar que as mulheres tiveram um papel fundamental na nossa libertação. É uma forma de mostrar que as mulheres, as de ontem e as de hoje, também têm tido um papel activo na nossa vida política e comunitária”, explicou segundo ainda a Inforpress.

A organização apela a um maior envolvimento da juventude nesta marcha e na vida social do País.

Para este ano, informou, além da população em geral, contam com a participação da comunidade dos Rabelados de Espinho Branco, Batucadera de Achada Grande Frente, grupo Afro Abel Djassi, Tabanca Tchada Grande, Batucada de Txada Grande, grupo Abadá Capoeira, Afuraka, entre outros.

A organização compromete-se a fazer com que os jovens respeitem todas as medidas emanadas pelo Ministério da Saúde como forma de evitar contaminação do novo coronavírus durante o evento.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project