CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mosteirenses clamam por mais um médico para suprir as necessidades do concelho 06 Janeiro 2019

A morosidade no atendimento público e a insatisfação dos utentes quando ao desempenho da Delegacia de Saúde dos Mosteiros, ilha do Fogo, estão a ser objecto de fortes protestos por parte da sociedade mosteirense. Por isso, as vozes criticas apelam, a quem de direito, a pôr cobro à essa situação, propondo o reforço do pessoal no Concelho com mais um médico para o bom e ininterrupto funcionamento da referida unidade de saúde. O eleito municipal João Fernandes é um dos residentes que põe dedo nesta ferida.

Mosteirenses clamam por mais um médico para suprir as necessidades do concelho

O deputado municipal, eleito pela bancada do PAICV, João Fernandes, dá voz ao descontentamento daqueles que denunciam “ a morosidade no atendimento das pessoas e a insatisfação dos utentes na delegacia - situação que tem provocado confusões e insultos aos poucos profissionais de saúde no concelho”.

Fernandes alerta a quem de direito para tomar medidas no sentido de se reforçar o centro de saúde com mais um médico. Tudo, porque, em várias situações, Mosteiros fica descoberto e sem qualquer médico, por mais de três dias, quando a única médica, que é também a Delegada de saúde naquele concelho, tiver de cumprir com outras responsabilidades profissionais fora ilha.

Mas reivindicações dos munícipes não ficam por aí. “Precisamos de mais dois enfermeiros e três agentes sanitários de modo a se garantir a cobertura eficiente a toda a população”, disse ao ASemanaonline João Fernandes.

Segundo a mesma fonte, há mais de cinco anos que os Mosteiros têm apenas um médico residente. Fernandes garante que, por várias vezes, levou o assunto para discussão na Assembleia Municipal, tentando igualmente procurar uma solução junto das entidades competentes para resolver o problema em apreço.

Outras pessoas com quem ASemanaonline conversou nos Mosteiros fazem queixas idênticas, sublinhando o facto de o Centro de Saúde dos Mosteiros assegurar apenas os serviços básicos de saúde. Segundo alerta aquele deputado municipal, as consultas de especialidade são feitas em São Filipe, que fica cerca de 50 quilômetros da cidade dos sobrados, capital do Fogo.

Entretanto, devido ao adiantado da hora do fecho desta edição, este jornal não conseguiu ouvir as entidades competentes sobre as críticas referidas.

Nicolau Centeio

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project