LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Mali: Conflito étnico que matou mais de 130 faz cair chefias militares 25 Mar�o 2019

O ataque por milicias dogon a Ogossogou, aldeia peul no centro do Mali, este sábado, 23, que foi o pior dos últimos seis anos e decorreu durante a visita do Conselho de Segurança da ONU ao Mali e Burkina-Faso, levou de imediato à demissão do CEMFA e da maior parte dos chefes militares do país.

Mali: Conflito étnico que matou  mais de 130  faz cair chefias  militares

O presidente da República, Ibrahim Boubacar Keita, demitiu este domingo o CEMFA M’Bemba Moussa Keita, substituido por Abdoulaye Coulibaly.

O mesmo conselho de ministros reunido de emergência no domingo dissolveu o grupo miliciano dogon ’Dan Nan Ambassougou’, "a fim de dar a uns e outros o sinal claro de que é o Estado que garante a segurança das populações".

O massacre que ’vitimou sobretudo crianças, mulheres e velhos’, segundo as fontes, está a ser associado ao ataque do domingo que matou 26 militares.

O ataque à base de Dioura foi reivindicado por djihadistas em comunicado que afirma ser "a operação Dioura justificada pelos crimes odiosos cometidos pelas forças do governo de Bamako e as milícias que o apoiam contra os nossos irmãos peuls".

Guterres “chocado e indignado”

O secretário-geral da ONU, que visitou o Mali em maio e de novo em outubro último, no âmbito do Minusma, a força de pacificação das Nações Unidas, expressou no domingo a sua indignação pelo “massacre de 134 peuls".

O massacre dos peuls de Ogossogou ocorre depois do ataque de djihadistas à base militar de Dioura, no centro do país, onde mataram vinte e seis soldados. Esse ataque do domingo, 17, foi um sinal de que depois do cessar-fogo do ano passado, os combatentes do Estado Islâmico estão de novo no terreno no Mali.

Fontes; Le Monde/AFP/ Foto: Manifestação de julho último, que pedia o fim do genocídio dos peuls.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project