LEITURA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Literatura Mundo/Sal: Personalidades do mundo das letras declamam poesia nas Salinas de Pedra de Lume 19 Junho 2022

Personalidades do mundo das letras, que participam desde quinta-feira,16, no Festival de Literatura Mundo-Sal, começaram hoje o dia com leitura e declamação de poesia nas Salinas de Pedra de Lume.

Literatura Mundo/Sal: Personalidades do mundo das letras declamam poesia nas Salinas de Pedra de Lume

Nesse terceiro dia do festival de Literatura Mundo-Sal, que arrancou na quinta-feira, devendo terminar domingo, as personalidades do mundo das letras foram às Salinas de Pedra de Lume, património natural, histórico e cultural de Cabo Verde, cuja visita é já habitual e esperada na programação do evento literário.

Ali, além de se fazer conhecer esse espaço para as pessoas que vêm de fora, pela primeira vez, é também um momento de poesia num ambiente mais descontraído.

Já na parte da tarde, o momento foi das mesas, das conferências e discussões, entre os autores, escritores, professores e jornalistas, onde no primeiro painel debruçou-se sobre “Momentos científicos – Raízes tradicionais das culturas literárias, tradição oral na cultura europeia: os casos de Alemanha e Portugal.

Na sequência houve uma participação dos alunos do Colégio Letrinhas com poemas de João Vário, um dos homenageados desta 4ª edição do Festival Literatura Mundo–Sal, também uma apresentação sobre literatura oral em Cabo Verde.

Ainda, nas reflexões e debates na programação do dia de hoje, assistiu-se a um outro painel sobre “Edição, tradução e circulação”, um dos pilares da Literatura Mundo, que é “muito caro”, e em todas as edições procura-se ter uma mesa sobre esse assunto, conforme Márcia Souto, responsável da organização do evento, da Rosa Porcelana Editora.

A programação de hoje foi fechada, no final do dia, com um painel composto pelo escritor Germano Almeida e o historiador Daniel Pereira, mediado pela professora Sílvia Sousa, sobre “Historiografia e Romance Histórico”.

E logo à noite, a partir das 21:00 o microfone, segundo Márcia Souto, vai estar aberto no espaço “Sabores” onde, durante este convívio entre as personalidades das letras, todos são convidados a ler e falar um pouco da sua escrita, contarem contos tradicionais ou passagens.

Como a festa da literatura está a ser retomada depois de uma pandemia, Márcia Souto que falava à Inforpress, explicou que se está a resgatar, nesta edição, os assuntos que já foram tratados na edição anterior.

“Isto é, refrescar um pouco sobre o que é a Literatura Mundo, a questão do conceito, mas também está a ser um momento muito interessante porque as pessoas estavam fechadas e agora querem estar juntas. A gente quer falar olho no olho…o online tem o seu lugar, mas esse encontro não tem substituição”, enfatizou.

O Festival Literatura Mundo foi concebido com a intenção de promover o diálogo entre autores, estudiosos, tradutores e mediadores da Literatura-Mundo.

Promovido pela Câmara Municipal do Sal, com a Curadoria Científica da Professora Inocência Mata e a Organização da Rosa de Porcelana Editora, o festival propõe reflectir e debater o alargamento dos cânones literários, visibilizar as várias literaturas dos países e inscrever Cabo Verde na rede internacional da Literatura-Mundo. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project