LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Jair Bolsonaro ofende jornalista Patrícia com termos soezes -"Ele precisa de tratamento mental" 24 Fevereiro 2020

Na terça-feira, 18, o presidente Bolsonaro sublinhou o polémico depoimento em CPI ao expressar-se em entrevista à porta do Palácio da Alvorada, sobre a jornalista Patrícia Campos Mello: "Ela queria um furo. Ela queria dar o furo", expressão equívoca usada em termos soezes — como evidenciam os risos do presidente e dos seus acompanhantes, antes de Bolsoanro concluir: "a qualquer preço, contra mim".

Jair Bolsonaro ofende jornalista Patrícia com termos soezes -

Esta não é esta a primeira vez que a jornalista de A Folha de São Paulo colide com Jair Bolsonaro. Muito mediatizada foi a perseguição que os meios bolsonaristas em especial via redes sociais lhe fizeram depois que ela, em setembro de 2018 durante a campanha presidencial, publicou uma reportagem sobre um esquema de envio de mensagens fake contra o PT. O montante pago foi de doze milhões de reais, tudo pago por empresários pró-Bolsonaro.

O episódio da terça-feira, 18, vem no seguimento dessa situação e que está a ser investigada numa CPI. O presidente brasileiro estava a retomar as declarações prestadas na CPI por Hans River Nascimento (funcionário da Yacows, a empresa especializada em marketing digital, que trabalhou na campanha eleitoral de Bolsonaro em 2018) que ofendeu a jornalista ao dizer que ela "se lhe oferecera" para que ele lhe desse informações para a sua reportagem sobre o uso de disparos de mensagens na campanha eleitoral.

As declarações de Nascimento na comissão foram contestadas em mensagens de texto e em áudios divulgados pelo jornal A Folha. Apesar disso, Bolsonaro repetiu a versão contestada — que o filho Eduardo divulgou nas redes sociais.


Reações de repúdio às ofensas dirigidas a Patrícia

Organizações e entidades importantes como a Abraji-Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo e o Instituto Vladimir Herzog condenaram as agressões verbais contra "uma das mais importantes jornalistas do país".

Outras mobilizações espontâneas da sociedade, incluindo a OAB-Ordem de Advogados, também condenaram a ação de um agente público contra profissionais de imprensa.

Fontes: Agência Brasil/Globo/Folha

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project