POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA: Líder da JPAI reúne-se com Associação Cabo-verdiana de Brockton 27 Agosto 2019

Enquadrado no programa de visitas e contatos com os jovens do PAICV nos Estados Unidios da América (EUA), uma comitiva da JPAI integrada pelo seu Presidente Fidel Cardoso de Pina, que fez-se acompanhar por António Cula e Ulisses Andrade, foi recebida pelos pelos responsáveis da Associação Cabo-verdiana de Brockton, Carlos Silva e Mané Criola.

EUA: Líder da JPAI reúne-se com Associação Cabo-verdiana de Brockton

Dos vários aspectos abordados neste encontro de auscultação da JPAI, a integração da comunidade cabo-verdiana foi alvo de uma analise profunda, constituindo ainda um dos grandes desafios do presente e do futuro para Diáspora cabo-verdiana nos EUA. Alguns reflexos da não integração de muitos jovens comprovam que é necessário um reforço do trabalho em conjunto das distintas organizações cabo-verdianos no país e na Diáspora.

Segundo os Jotas, normalmente os que mais sofrem as maiores consequências da não integração são essencialmente os jovens.

Para o líder da JPAI, Fidel Cardoso de Pina, o trabalho que a Associação Cabo-verdiana de Brockton vem desenvolvimento na divulgação da cultura e dos valores enquanto nação, com destaque para os vários apoios que tem dado a diferentes causas em Cabo Verde, além de servir de suporte a vários cabo-verdianos para uma melhor integração na Diáspora americana.

“Apesar deste árduo trabalho da organização, que é reconhecida inclusive por várias autoridades dos EUA., é necessário um trabalho preventivo desde Cabo Verde para aqueles que estão no processo de emigração para os Estados Unidos. Temos vários jovens que abandonam os estudos com tenra idade, logo que tiverem a informação por parte dos familiares de que a documentação para processo de emigração já se encontra na Embaixada. Portanto, é possível através das Câmaras Municipais e da plataforma de ONG´S desenvolver projetos que trabalhem sobretudo estes jovens cabo-verdianos que irão integrar numa cultura e uma legislação completamente diferente, que requer domínio de um novo idioma e uma nova realidade”, aponta Fidel, adiantando que a má integração dos jovens cabo-verdianos nos EUA poderá afetar e “muito” o país, com consequências nefastas’’.

O jovem político não deixa de ressaltar que é um orgulho para Cabo Verde e os cabo-verdianos ter um conterrâneo a assumir um cargo de muita responsabilidade a nível da cidade Brockton. “Moisés Rodrigues (Mayer) é uma inspiração e uma referência para qualquer jovem político cabo-verdiano, pelo percurso notável feito na política num país como os EUA”, sublinha.

Já o responsável da ACB, Carlos Silva, destacou o grande contributo da comunidade cabo-verdiana para o desenvolvimento económico, social, político e cultural de Brockton. “Atualmente na nossa cidade, temos muitos empresários cabo-verdianos bem-sucedidos, temos grandes quadros cabo-verdianos que se destacaram em diferentes setores, nomeadamente político, educativo, desportivo, económico, entre outros”, ressalta, acrescentando que não obstante de todos esses aspetos muito positivos mencionados, é possível fazer ainda mais, enquanto a Associação, para o desenvolvimento da comunidade cabo-verdiana radicada nessa cidade. Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project