INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Itália anuncia morte de embaixador na RD Congo em ataque a comboio do PAM — Total: 3 mortes 22 Fevereiro 2021

O embaixador italiano em Kinshasa, Luca Attanasio, foi hoje morto a tiro num ataque armado a uma caravana do Programa Alimentar Mundial (PAM), perto de Goma, no leste da República Democrática do Congo, segundo fontes diplomáticas.

Itália anuncia morte de embaixador na RD Congo em ataque a comboio do PAM — Total: 3 mortes

O ataque ao comboio humanitário protegido pela missão das Nações Unidas para a Estabilização na República Democrática do Congo fez três vítimas fatais: o motorista (cuja identidade não é referida) e o guarda-costas Vittorio Iacovacci, de 30 anos, segundo os media italianos.

O presidente Sergio Mattarella e o primeiro-ministro Mario Draghi de imediato expressaram públicas condolências dirigidas às famílias das vítimas. A família de Attanasio é formada pela esposa e três filhos menores.

O ataque mortífero ocorreu na mesma região, a poucos quilómetros de Goma, no leste congolês, onde em 2018 dois trabalhadores humanitários britânicos foram raptados por homens armados não identificados", disse à AP-Associated Press um responsável local, Mambo Kaway.

A ministra dos Negócios Estrangeiros, Marie Tumba Nzenza, expressou os sentimentos de condolência ao governo de Itália e prometeu que no MNE vai "tudo fazer para identificar os autores do bárbaro assassinato", segundo à mesma agência noticiosa.

O retrato profissional do embaixador — que foi nomeado para Kinshasa em 2017 —brilha nas palavras do dirigente da /Aliança Nacional que o conhece desde 2004 quando era um jovem a dar os primeiros passos na diplomacia.

"Luca Attanasio era um dos jovens mais brilhantes da nossa diplomacia. Onde esteve deixou sempre a sua marca e criou amizades", disse Alfredo Mantica à reportagem do Corriere della Sera.

RD Congo acusa hutus do Ruanda

O Ministério do Interior congolês veio, pouco depois do pronunciamento do MNE (ver supra), acusar os rebeldes hutus ruandeses de estarem por trás do ataque com o trágico saldo de perdas de vidas.

"Uma caravana do PAM-Programa Alimentar Mundial foi vítima de um ataque armado por elementos das Forças Democráticas de Libertação do Ruanda (FDLR)” na província do Kivu Norte.

Quatro sequestrados: segundo afirmou o ministério em comunicado quatro pessoas foram raptadas na ocasião. Uma delas foi horas depois encontrada.

Fontes: Corriere della Sera/AP. Fotos: O embaixador italiano, de 43 anos. Monusco.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project