LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Guiné-Bissau e presidenciais: Movimento de Salvação do PRS apoia Domingos Simões Pereira, ex-Presidente JOMAV com o candidato Úmaro Sissoco Embaló 09 Dezembro 2019

Partidos e organizações da sociedade civil da Guiné Bissau continuam a posicionar-se para a segunda volta das eleitores presidenciais de 29 de Dezembro, cuja campanha eleitoral começa no dia 13. Conforme as últimas informações, o Movimento de Salvação do Partido de Renovação Social (PRS) declarou, no sábado,07, o seu apoio à candidatura de Domingos Simões Pereira à segunda volta das eleições presidenciais. Já o ex-presidente da República José Mário Vaz, derrotado na primeira volta, declarou o seu apoio ao candidato Úmaro Sissoco Embaló.

Guiné-Bissau e presidenciais: Movimento de Salvação do PRS apoia Domingos Simões Pereira, ex-Presidente JOMAV   com o candidato Úmaro Sissoco Embaló

“O Movimento de Salvação em memória de Kumba Ialá, após uma reflexão séria, tendo sempre como pressuposto o desenvolvimento da Guiné-Bissau acima de tudo, decidiu aqui hoje (07/12) manifestar o seu total apoio ao candidato Domingos Simões Pereira”, afirmou Ibraima Sori Djaló, antigo presidente do parlamento guineense e um dos fundadores do PRS, citado pela Lusa.

Numa declaração à imprensa, lida numa unidade hoteleira em Bissau, Sori Djaló salientou que Domingos Simões Pereira é uma personalidade com uma “conduta moral exemplar, com uma autoridade académica e científica indiscutível e é reconhecido a nível nacional e internacional”.

“Chegou a hora de fazermos a escolha certa e Domingos Simões Pereira será o Presidente da salvação de que a Guiné-Bissau precisa”, afirmou.

Domingos Simões Pereira, apoiado pelo Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, no poder) vai disputar a segunda volta das eleições presidenciais com Umaro Sissoco Embaló, do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15, líder da oposição).

Além do Movimento de Salvação do PRS, vários partidos, que apoiaram os seus candidatos na primeira volta das presidenciais, realizada a 24 de novembro, já manifestaram apoio à candidatura de Domingos Simões Pereira, nomeadamente o Partido da Nova Democracia, Partido da Convergência Democrática e Partido da Unidade Nacional.

O Movimento da Salvação do PRS apareceu após as legislativas de 10 de março e depois de aquele partido ter ficado em terceiro lugar no escrutínio, perdendo o lugar de líder da oposição guineense que ocupou durante anos.

JOMAV derrotado apoia Sissoco Emabló da MADEM-G 15

Entretanto, o Presidente da República cessante e candidato derrotado na primeira volta das presidenciais, José Mário Vaz, declarou o seu apoio político ao candidato do Movimento para Alternância Democrática (MADEM-G15), Úmaro Sissoco Embaló, durante a segunda volta das eleições presidenciais agendada para o próximo dia 29 de dezembro.

Segundo o jornal O Democrata, o quarto candidato mais votado na primeira volta das eleições presidenciais de 24 de novembro com 68.933 votos, correspondentes a 12,41 por cento, tornou público a sua posição na noite deste sábado, 7 de dezembro de 2019, depois da assinatura do acordo político com o Coordenador Nacional do MADEM-G 15, no qual compromete-se a apoiar Úmaro Sissoco Embaló.

O acordo político assinado entre as partes foi lido pelo General Eduardo Costa Saná, mandatário do candidato independente José Mário Vaz. A candidatura de JOMAV compromete-se a mobilizar os eleitores a votarem no candidato Úmaro Sissoco Embaló. Enquanto, a candidatura de Sissoco Embaló engaja-se, de acordo com o documento, a colocar meios materiais e financeiros necessários à disposição da equipa de JOMAV para a campanha eleitoral.

José Mário Vaz disse, por sua vez, na sua intervenção que durante o seu mandato de cinco anos trabalhou para a estabilização do país, e acredita que o candidato Sissoco Embaló irá trabalhar afincadamente para desenvolvimento da Guiné-Bissau.

Pediu aos eleitores que sejam vigilantes durante o processo eleitoral, sobretudo no dia de voto para acompanharem a contagem.

“No dia de voto ide às assembleias de voto com as vossas cadeiras. Depois de exercerem o ato, sentem-se ao lado para vigiar o processo e a contagem”, advertiu para de seguida acrescentar que o processo deve decorrer de forma transparente e justo.

Segundo ainda a mesma fonte, o coordenador nacional do MADEM-G 15, Braima Camará, disse na sua comunicação que se hoje o candidato Úmaro Sissoco Embaló é chamado de ” homem das obras feitas”, foi graças ao Presidente cessante, José Mário Vaz, que o nomeou Primeiro-ministro. Lembrou ainda que o executivo dirigido por Sissoco foi o melhor de todos os governos da nona legislatura.

“Ficou provado que, com este apoio bem como outros já recebidos, a partir do dia 29 de dezembro, o próximo Presidente da República será Úmaro Sissoco Embaló”, notoua mesma fonte, citada pelo O Democrata.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project