DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Governo de Cabo Verde lamenta a morte do atleta Carlos “Mosca” Neves 22 Outubro 2019

O Governo de Cabo Verde, através do Ministério do Desporto, expressa o seu pesar pelo desaparecimento físico, na tarde deste domingo, 20, do ex-atleta internacional e um dos maiores nomes do atletismo nacional, Carlos Neves, aos 55 anos de idade, vítima de um AVC.

Governo de Cabo Verde lamenta a morte do atleta Carlos “Mosca” Neves

“Mosca”, como era conhecido pelos amigos e admiradores, foi um dos nomes que dominaram as disciplinas da maratona e meia-maratona em São Vicente, onde nasceu, e no panorama nacional nos idos anos 90, construindo uma grande rivalidade com outro atleta sanvicentino, o também saudoso Elias Fernandes.

Com uma vida dedicada ao atletismo, Mosca venceu vários troféus nas ilhas, incluindo a corrida de São Silvestre de São Vicente, em mais do que uma ocasião e representou as cores nacionais em diversas competições, incluindo a Maratona de Boston em 1990, a Maratona de Dakar, competiu em Madagáscar, em Vila da Moura na corrida de Nova Rede, entre outras paragens além-fronteiras.

Mais do que um atleta, Mosca também se destacou enquanto dinamizador do atletismo, tendo sido um dos fundadores da associação Regional de Atletismo de São Vicente e que esteve na origem, também, da organização das associações regionais em Federação.

Pela sua dedicação e exemplo, enquanto atleta e dinamizador do desporto em Cabo Verde, o Ministério do Desporto saúda e endereça as sinceras condolências aos familiares e amigos do falecido e a toda a família do atletismo cabo-verdiano que acaba de perder um grande atleta e um dos seus mais dignos representantes.

“Que o seu legado e exemplo sejam preservados e passados por muito mais gerações”, deseja o governo.

CL

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project