NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Governo cabo-verdiano reconhece “falha na comunicação” em protocolo com Mindelact 16 Setembro 2022

O Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas (MCIC) cabo-verdiano reconheceu hoje uma “falha de comunicação” com a direção da Associação Artística e Cultural Mindelact, com quem assinou um protocolo para atribuição de 800 mil escudos (7,2 mil euros).

Governo cabo-verdiano reconhece “falha na comunicação” em protocolo com Mindelact

Na quarta-feira, o Ministério da Cultura assinou um protocolo com a Associação Artística e Cultural Mindelact, para a atribuição de 800 mil escudos para apoiar a 28.ª edição do Festival Internacional de Teatro do Mindelo.

Um dia após o ato, o ministério cabo-verdiano adiantou que o valor inclui o financiamento às despesas de viagem da Companhia de Dança Clara Andermatt que irá realizar o espetáculo “Pantera”, em homenagem ao músico e compositor Orlando Pantera, no festival em Mindelo, ilha de São Vicente.

“Ou seja, 400 mil escudos (3.627 euros) em financiamento direto mais 462 mil escudos (4.189 euros) referentes aos bilhetes de passagens dos integrantes desta peça”, precisou o ministério, admitindo que a associação não tinha conhecimento desta divisão e comparticipação nas despesas das viagens.

Entretanto, após a assinatura do protocolo, a associação comunicou ao ministério que o seu entendimento ia no sentido de que o festival deveria receber os 800 mil escudos não tendo qualquer compromisso com o financiamento das passagens da companhia.

“Entretanto, dado à crise internacional, ao forte impacto nas contas públicas e ao reduzido valor disponível no orçamento do ministério para o financiamento das várias atividades de programação cultural, o MCIC comunica que agiu de boa-fé, na estrita boa gestão dos recursos públicos, por um lado no sentido de permitir que o público da capital do país também tenha acesso ao espetáculo tributo a Orlando Pantera e, por outro, no sentido de colaboração com o próprio festival Mindelact e com a companhia da Clara Andermatt”, explicou na nota.

O Ministério da Cultura referiu ainda que a divisão se deve ao facto de também assumir os custos de produção de dois dias de espetáculos em homenagem a Orlando Pantera programados para a cidade da Praia.

“Nunca é de mais ressaltar que o orçamento dedicado à cultura e à programação cultural sofreu um forte impacto durante a pandemia de covid-19 e ainda está em fase de recuperação e reposição”, prosseguiu.

“O MCIC assume a falha de comunicação com a associação que assinou o protocolo acreditando que a transferência direta seria no valor total de 800 mil escudos, ao contrário de 400 mil escudos, conforme se encontra descrito no documento em questão”, prosseguiu a nota, referindo que as restrições orçamentais não permitirão alterar as bases conceptuais e orçamentais do acordo.

“Ou seja, mantém a disponibilidade para financiar diretamente o Mindelact com 400 mil escudos, de forma direta, e financiar a deslocação interna da Companhia de Dança Clara Andermatt para Mindelo, São Vicente. Esta montagem permitirá que tanto o público da Praia como o de Mindelo tenham acesso ao esperado espetáculo. Esta montagem financeira é a que defende o interesse público”, vincou.

E caso haja eventual cancelamento dos espetáculos na cidade da Praia, o Ministério da Cultura adiantou que a verba destinada à produção do evento será destinada a um edital público de apoio às artes de palco.

Após assinatura do protocolo, o presidente da associação que organiza o festival, João Branco, disse que o apoio do Governo é a prova de confiança no evento cultural.

“A prova da confiança que existe desde há muito tempo entre a associação artística do Mindelact e o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas é que acabei de assinar um protocolo que não li e não preciso de ler. Foi conversado, foi instituído um dia e uma hora para estar aqui e a assinatura foi concretizada”, afirmou.

Considerado um dos mais reconhecidos eventos de artes cénicas do continente africano e o maior de Cabo Verde, a 28.ª edição vai realizar-se de 04 a 13 de novembro no Mindelo e mais uma vez com uma extensão à cidade da Praia.

O evento contará com mais de 40 espetáculos, com representações de artistas e companhias de 12 países, considerado pelo presidente da associação como um momento de celebração.

A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project