DESPORTO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Futebol: Cabo Verde vence Andorra nas grandes penalidades e conquista troféu “Cidade de Almada” 04 Junho 2018

A selecção cabo-verdiana de futebol conquistou esta tarde o troféu “Cidade de Almada” ao vencer a congénere de Andorra, na Cova da Piedade, Portugal, em jogo que serviu para homenagear a primeira selecção nacional, constituída em 1978.

Futebol: Cabo Verde vence Andorra nas grandes penalidades e conquista troféu “Cidade de Almada”

O resultado no final dos 90 minutos regulamentares foi de um nulo (0-0), pelo que o vencedor teve de ser encontrado no desempate pela marca das grandes penalidades, em que Cabo Verde venceu por 4-1.

Márcio, o jovem guarda-redes do Monte Alegre, tornou-se decisivo nesta vitória dos “Tubarões Azuis”, nome por que se tornou conhecida a seleccção nacional de futebol de Cabo Verde, ao defender duas grandes penalidades.

A partida, disputada no Estádio Municipal de Almada, foi praticamente do sentido único, com a selecção crioula a apostar numa equipa atacante, contrastado com o combinado europeu que “abusou” no seu sistema defensivo para manter inviolável as suas redes.

Basta ver que a equipa de sudoeste da Europa teve a sua primeira e única oportunidade de golo aos 64 minutos, num “remate de ressaca” de Ludovic (sobre a barra) neste encontro, que serviu para a internacionalização do jovem Xolote, dianteiro da Académica do Porto Novo e que venceu este domingo, o troféu do Melhor Marcador do Campeonato de Cabo Verde.

A equipa titular de Cabo Verde neste amistoso foi constituída por Márcio, Bebe, Rony, Delmiro e Elso; Kelvin, Nuno Borges e Kenny; Kuca, Júnior e Patrick, uma equipa recheada de caras novas.

Neste particular, disputado em menos de 48 horas da vitória da equipa principal em Argélia (3-2), Cabo Verde apresentou uma espécie da sua segunda linha, com o dianteiro Kuca, atacante do Boavista de Portugal, e o capitão Marco Soares, (entrou na recta final a substituir Kuka) a serem os jogadores mais experiente dos eleitos do seleccionador Rui Águas para este embate amistoso.

A primeira selecção nacional, a homenageada, estreou-se na Guiné-Bissau em 1978, três anos após a independência nacional, na Taça Amizade, num combinado dirigido tecnicamente pelos treinadores José Antunes, “Tóca” e José Resende “Djidjé” .

Djô de Sal, Dani, Mané Djodje, Flávio, Djudjú, Branco, Makuna, Djoi di Mamã, Cadino, Armandin, Zé di Nhana, Quim, Calú Pitão, Balão, Betinho, Dimas, Djédjé e Rubom, são os 18 futebolistas que formaram a primeira selecção de Cabo Verde. Fonte: Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert
Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project