ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fundação José Maria Neves destaca “extraordinária importância” da Internacional Socialista em África 15 Novembro 2019

A Fundação José Maria Neves considerou “extraordinariamente importante” a Internacional Socialista, particularmente o Comité África, para a libertação do continente africano, com reflexos na reunião da transição na África do Sul, em Joanesburgo, após a libertação de Nelson Mandela.

Fundação José Maria Neves destaca “extraordinária importância” da Internacional Socialista em África

José Maria Neves fez estas considerações à Inforpress após ter recebido esta tarde o secretário-geral da Internacional Socialista, Luís Ayala, tendo recordado o papel desempenhado por esta organização internacional na independência da Namíbia, no processo de transição no Zimbabué, de paz na Palestina e de consolidação da democracia em vários países africanos.

Segundo a mesma fonte, o antigo primeiro-ministro enalteceu o facto de poder conversar com as lideranças internacionais da Internacional Socialista, sobretudo na “perspectiva do desenvolvimento sustentável” dos países, de defesa e promoção dos direitos das liberdades e garantias dos cidadãos, mas, essencialmente para um “desenvolvimento inclusivo, mais justo e com mais igualdade”.

José Maria Neves, que governou Cabo Verde de 2001 a 2016, considerou de “extraordinariamente importante” para o futuro de África e da humanidade” a Internacional Socialista no Mundo, por entender que tem “uma pespectiva diferente, desde logo na consolidação da democracia, mas sobretudo do desenvolvimento inclusivo, justo e criação de mais oportunidades para todos os africanos”.

Numa altura no qual o mundo está comprometido com Agenda do Desenvolvimento Sustentável 2030, a Agenda 2063 da União Africana, assim como as mudanças climáticas, a transição energética, a sociedade digital, asseverou que a Internacional Socialista tem um “papel importantíssimo” a desempenhar.

Em relação a reunião do Comité África da Internacional Socialista, que se realiza sexta-feira e sábado na Cidade da Praia, no qual estarão presentes presidentes e dirigentes de vários partidos políticos filiados, José Maria Neves espera que os principais desafios que se colocam a África sejam discutidos.

A consolidação da democracia, dos direitos da liberdade e da democracia dos cidadãos, mais liberdades económicas e a criação de condições para fazer faces as mudanças climáticas para garantir o desenvolvimento da educação, da saúde, da segurança social são os desafios enumerados para José Maria Neves para que haja mais solidariedade e igualdade no continente africano.

Questionado sobre a sua provável candidatura à Presidência da República, José Maria Neves voltou a insistir que “é uma possibilidade muito forte, mas que ainda é cedo”, para se definir de forma definitiva a questão presidencial, alegando que as eleições só decorrem em 2021, refere a Inforpress.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project