INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

França: Porta-voz do Governo retirado do gabinete sob ameaça de entrada dos "coletes amarelos" 06 Janeiro 2019

O porta-voz do Governo francês, Benjamin Griveaux, foi retirado, este sábado, do seu gabinete, em Paris, depois de uma violenta entrada com uma retroescavadora no edifício localizado na rua de Grenelle.

França: Porta-voz do Governo  retirado do gabinete sob ameaça de entrada dos

A notícia foi avançada pelo jornal Parisien e confirmada pela agência France Presse, que citou o responsável, apelidando a situação de "agressão inaceitável".

"Havia `coletes amarelos`, pessoas vestidas de preto, que com uma máquina de construção, que estava na rua, arrombaram a porta do ministério e estragaram dois carros", segundo Griveaux, que garante que o ataque foi contra a "República e as instituições".

"Este ministério é o ministério dos franceses e do equilíbrio das instituições. Isto é grave, mas deve ser mantida a calma", afirmou o secretário de Estado Adjunto, que responsabilizou por este ato quem "pede insurreição".

Segundo a Lusa, o jornal Parisien citou uma testemunha que relatou que pelas 16:30 locais (17:30 de Lisboa), 15 pessoas, algumas vestidas de negro, e outras envergando coletes amarelos tentaram entrar no edifício e que se registaram tentativas de entrada forçada noutros ministérios.

Um total de 101 pessoas foram detidas em Paris e 103 interrogadas pela polícia, na sequência da manifestação desta tarde dos "coletes amarelos", segundo a autarquia local.

Durante a tarde, manifestantes na margem esquerda do rio Sena, em Paris, atearam fogos numa avenida e foram-se sucedendo confrontos com a polícia.

Conforme descreve a mesma fonte, os confrontos entre as forças de segurança e manifestantes, nesta oitava mobilização para exigir mudanças políticas, repetiram-se por várias cidades francesas, como nas localizadas a Oeste: Ruão, Caen e Nantes, enquanto em Rennes um grupo destruiu uma porta de acesso à autarquia.

Para sudoeste no mapa do país, cerca de 4.600 "coletes amarelos" marcharam nas ruas de Bordéus, onde o nível de mobilização se mantém alto e mais uma vez se repetiram confrontos entre manifestantes e forças da ordem.

Com a chegada da noite, a polícia interveio e deteve várias pessoas, havendo o registo de várias montras partidas, conclui a Lusa.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project