REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

França: Dez mortes, mais de cem vítimas em incêndio ateado por pirómana reincidente recém-saída do hospício 08 Fevereiro 2019

Dez pessoas morreram e mais de cem ficaram feridas no incêndio de um prédio de apartamentos em Paris, na terça-feira, 5. Esta quinta-feira, as autoridades revelaram que se trata de fogo-posto, em que é suspeita uma moradora do prédio, mais de doze vezes internada no hospital psiquiátrico local e que tivera alta cinco dias antes de cometer mais um ato pirómano que provocou a trágica morte de dez pessoas e levou à hospitalização de quase uma centena.

França: Dez mortes, mais de cem vítimas em incêndio ateado por pirómana reincidente recém-saída do hospício

A suspeita de ter ateado o fogo tinha sido mandada para casa — um segundo andar, onde começou o fogo que alastrou até ao oitavo andar — ao fim de doze dias de internamento no hospício de Santa Ana. Essa era pelo menos a sua décima-terceira hospitalização por motivos de doença mental.

O ato de piromania que teve o desfecho fatal esta semana não era o primeiro dessa doente mental de 40 anos, como revelou o procurador de Paris, Remy Heitz, em conferência de imprensa esta quinta-feira.

Como revelou a fonte judicial, a suspeita agora detida esteve envolvida em três incidentes pirómanos. Num deles, ateou fogo a peças de roupa numa loja no mesmo bairro, o 16º, conotado com as classes mais abastadas de Paris.

Esta semana, o balanço trágico da morte dos moradores do prédio da rua Erlanger, Paris suscita perguntas sobre o sistema de saúde mental mas também sobre o sistema judicial que arquivando o delito abriu caminho para o crime.

Fontes: DW.de/Le Monde. Foto. Mais de 24 horas depois, o fogo foi dado por extinto.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project