MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Famoso da Tauromaquia detido por maus-tratos aos 18 cães 20 Fevereiro 2020

O cavaleiro tauromáquico João Moura, de 59 anos, até 2016 tido como o mais proeminente criador de galgos de Portugal, foi detido, esta quarta-feira, 19, acusado de maltratar os seus dezoito animais de corridas. As autoridades levaram os dezoito animais da quinta situada em Monforte, região alentejana.

  Famoso da Tauromaquia detido por maus-tratos aos 18 cães

A notícia é avançada pela TVI, que cita uma fonte sob anonimato. Segundo a mesma, os cães apreendidos pela GNR de Monforte evidenciavam sinais de maus-tratos, como extrema magreza —embora a raça de galgos se caraterize exatamente por essa caraterística, que é vantajosa na corrida —, e "alguns tinham doenças como leishmaniose".

Os animais resgatados serão, como é da praxe, realojados em associações de defesa de animais.

O famoso toureiro — que tem sido notícia pelas dívidas ao fisco e ao divórcio que se seguiu — foi no mesmo dia ouvido no Tribunal de Portalegre sobre a acusação de maus-tratos a animais, segundo a imprensa de referência que não avança mais pormenores.

Corridas: de chique a choque

As corridas, de galgos após as de touros, tinham até cobertura televisiva dos canais portugueses — RTP, SIC, TVI — apesar de decorrerem "na província" em Monforte.

Os aficionados empreendiam a rota acessível só por estradas secundárias para quem vai de Lisboa. Longe da arena do Campo Pequeno, onde João Moura deu as cartas da tauromaquia durante mais de trinta anos.

Onde estava João Moura estava o acontecimento. Assim foi desde que , aos sete anos, se estreou na praça de touros de Portalegre, o seu distrito natal. Aos dez anos sobre o seu cavalo espetava touros na Monumental do Campo Pequeno, o Olimpo da tauromaquia lusitana. Aos quinze era uma estrela internacional.

Até aos quarenta anos o cavaleiro foi estrela incontestada das arenas. A partir daí, com a crescente pressão sobre as touradas. As corridas, alvo de reprovação social primeiro, começaram a ser alvo de legislação repressiva.

...
Fontes: Referidas/Arquivos. Fotos: João Moura em traje de gala, em 2016, a última vez que participou numa corrida suscitando a admiração dos aficionados do toureio. O galgo, que atinge 60 km/horas, de uma exemplar raça de cães de corrida, também chamado lebréu, precisamente por se especializar na caça à veloz lebre.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project