LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Fadistas em iniciativa insólita: Pedem ’habeas corpus’ para travar extradição de Raul Schmidt do caso Lava Jato, 16 Abril 2018

Está a causar perplexidade na opinião pública portuguesa a iniciativa levada a cabo por "mais de cem fadistas" para avançar um pedido de "habeas corpus" e assim travar a extradição do luso-brasileiro Raul Schmidt Felipe Jr. Apontado como operador no esquema de corrupção da Petrobras, o empresário nascido no Brasil só adquiriu a nacionalidade portuguesa após os crimes que lhe são imputados.

Fadistas em iniciativa insólita: Pedem ’habeas corpus’ para travar extradição de Raul Schmidt  do caso Lava Jato,

Vários jornais portugueses dão conta este domingo, 15, de que "fadistas, indignados com a possibilidade de extradição de Raul Schmidt para o Brasil" — no âmbito do caso Lava Jato" (com processo judicial iniciado em 2014) — , apresentaram ao Supremo "um pedido de ’habeas corpus’ para libertação imediata do empresário luso-brasileiro".

A notícia da detenção de Schmidt em Sardoal, uma zona rural a cerca de 100 quilómetros de Lisboa, teve destaque na imprensa brasileira. Schmidt tem casa em Lisboa, o que atraiu as atenções da imprensa estrangeira e terá facilitado a sua detenção pela Interpol.

Recorde-se que há quase dois anos a ministra da Justiça deu luz-verde ao pedido de extradição do luso-brasileiro Raul Schmidt, suspeito no Brasil dos crimes de corrupção e branqueamento de capitais", "factos anteriores à data em que obteve a nacionalidade portuguesa", segundo nota de imprensa do Ministério da Justiça em maio de 2016.

A decisão de Francisca Van Dúnem baseou-se, pois, no facto de que os alegados crimes —praticados pelo suspeito da Operação Lava Jato, detido pela PJ em Lisboa em meados de março — foram cometidos antes de Schmidt adquirir a nacionalidade portuguesa.

Cerca de dois anos após o despacho da ministra da Justiça, que pôs fim à fase administrativa do processo, o Tribunal da Relação de Lisboa determinou como medida de coação a prisão preventiva de Raul Schmidt. A PJ deslocou-se então à zona onde se encontrava Schmidt para o conduzir aos calabouços da PJ em Lisboa (foto, com Schmidt ao centro).

Fontes: Lusas e outras referidas. Arquivo - Portugal: Visto ‘Gold’ atrai brasileiros visados no ‘Lava Jato’, 22 Setembro 2017

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project