INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA: Trump desiste de G7 2020 em resort e culpa rivais e imprensa 22 Outubro 2019

O presidente dos Estados Unidos anunciou no sábado, 19, que diante da "irracional hostilidade" — opositores acusam-no de promover a sua empresa privada, constitucionalistas apontam as inconstitucionalidades na atuação do POTUS — teve de desistir de acolher no seu ’resort de golf’ de Doral-Miami, a próxima reunião do G7 em 2020.

EUA: Trump desiste de G7 2020 em  resort e culpa rivais e imprensa

A Casa Branca tinha anunciado na semana passada, dia 12, a escolha da empresa privada de Trump, com a justificação de que não tem boas condições o Camp David, habitual local de reunião do G7. O Grupo dos Sete reúne os países mais industrializados do mundo: Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido.

O anúncio veio confirmar o que há menos de dois meses, em 26-8, no encerramento da Cimeira dos Sete, dissera o presidente dos Estados Unidos sobre a localização do ’G7 2020’. Ele apresentou as vantagens do seu resort Doral-Miami, na Flórida, o empreendimento 5-estrelas com mais sucesso de vendas da cadeia Trump, com destaque para a localização: é o único 5-estrelas mais próximo do aeroporto internacional, a apenas alguns minutos.

A imprensa norte-americana, tanto pró-democratas como pró-republicanos, não deixou de criticar o que é tido como a promoção da empresa privada do presidente dos Estados Unidos, que no próximo ano preside ao encontro anual do G7. Constitucionalistas apontam as inconstitucionalidades nesta atuação do presidente dos Estados Unidos.

Além disso, desenterraram-se vários casos desde 2012, o ano de início de atividade do Doral, que mostram o "historial de queixas e multas da inspeção sanitária que até fechou a cozinha por falta de higiene", como o Washington Post, jornal pró-repubicano, escreveu no final de agosto.

Evocou-se, por exemplo, que o Departamento para a Regulação de Empresas e Profissões da Flórida (Florida Department of Business and Professional Regulation) em 2015 ordenou mesmo o encerramento temporário da cozinha, que se “apresentava suja”, “com insetos voadores”, “baratas vivas perto dos fogões e outras áreas de preparação de alimentos”, como escreveu o Miami Herald.

— -

Fontes: AP/outras referidas. Relacionado: EUA: ’G7 2020 em Miami’ por presidente que "promove resort Trump, com historial de queixas de percevejos e multas da inspeção sanitária que até fechou cozinha por falta de higiene", 30.8.019. Fotos: "G7 2020" já não terá lugar no empreendimento Doral-Miami, na Flórida, o ’resort’ 5-estrelas com mais sucesso de vendas da cadeia Trump. O "G7 2019" teve lugar em Biarritz, sul de França

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project