ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

EUA-Massacres, 19 nortes em 3 dias: Mais 1 idoso mata na Califórnia, 2 dias depois do Ano Novo chinês 24 Janeiro 2023

A Califórnia é flagelada com o terceiro massacre desde sábado: sete pessoas morreram esta segunda-feira na cidade costeira de Half Moon Bay, apenas dois dias depois do massacre em Monterey. Ambos perpetrados por idosos, cuja motivação ainda é desconhecida.

EUA-Massacres, 19 nortes em 3 dias: Mais 1 idoso mata na Califórnia, 2 dias depois do Ano Novo chinês

O chefe da polícia de San Mateo County anunciou que o idoso (a ser detido na foto) é o autor de dois tiroteios em duas plantações do Christina Corpus, próximas à cidade ao sul de San Francisco. Sete pessoas morreram-

"O suspeito está detido e termjnou a ameaça à nossa comunidade", garantiu a fonte policial, que não indicou a idade do detido.

Horas depois, a polícia foi chamada para mais um tiroteio, desta vez em Oakland, no mesmo Estado da Califórnia. Mais uma pesssoa morreu e sete foram hospitalizadas com ferimentos.

11 morreram no massacre do Ano Novo Lunar

O indivíduo que enlutou o festival do Ano Novo Lunar chinês em Los Angeles foi encontrado morto no domingo, ao fim de 24 horas de busca. As forças policiais tiveram de forçar a entrada na viatura branca da foto onde estava o suspeito serial-killer. Um homem de 72 anos, de origem asiática.

Entre as onze vítimas mortais com idades entre os 57 e 76 anos, só quatro estão identificadas: três mulheres e um homem.

A Mymy Nhan, de 65 anos, foi a primeira a cair atingida pelas balas do "tresloucado" segundo o comunicado, no Twitter, da família dela (o pai, irmãos, sobrinhos e afins).

"Ela frequentava há muitos anos o clube de dança de Monterey Park nos fins de semana. Mymy adorava dançar. Mas, de maneira injusta, este sábado foi a sua última dança", escreveu uma jornalista casada com o filho da irmã de Mymy.

As notícias mais recentes dão conta que o indivíduo se dirigira a Alhambra, a 3 km de Monterey, com a intenção de repetir o massacre. Entrou num salão de dança, mas os festivaleiros presentes no local conseguiram desarmá-lo.

O chefe da polícia Robert Luna disse em conferência de imprensa que a arma com grande capacidade de destruição é ilegal na Califórnia — que, após o massacre que matou cinco crianças numa escola, conseguiu votar uma lei contra a venda livre de armas do tipo.

O indivíduo que é suspeito do massacre de Monterey com dez mortos e dez feridos gravemente, depois de ser travado em Alhambra entrou na sua viatura (a carrinha da foto) onde a polícia o encontrou já morto de uma bala autoinfligida.

Ex-mulher: Nunca foi violento mas tinha pouca paciência. O indivíduo foi identificado como Huu Chan Tran e a CNN chegou à fala com duas pessoas que o conheciam. Uma, a ex-mulher. Outra a irmã dela, que confirmou a história à CNN.

Segundo a ex-mulher, conheceram-se numa escola de dança onde ele dava aulas — "informalmente". Logo, ele revelou que tinha pouca paciência, contou ela, sob anonimato: "Ele ficava zangado sempre que eu errava um passo. Dizia que isso o prejudicava".

Estiveram juntos durante vários anos, confirmou a irmã dela. Terminaram quando ele perdeu interesse nela, contou a própria.

Fontes: LA Times/CNN/BBC/CBS. Relacionado: EUA:10 mortos em tiroteio em Los Angeles — Ano Novo chinês em Monterey, 22.jan.023.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project