CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Denúncias de crise de água na Praia: Ministro da Agricultura anuncia normalizar situação nos próximos dias 09 Agosto 2020

A cidade da Praia está a passar, mesmo em tempos de covid-19, por uma grave crise de água. O pior é que a pouca quantidade do preciso líquida disponibilizada chega às torneiras cheio de terras e sem qualidade para o consumo. Mas o ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, garantiu, este sábado, que a falha técnica que tem causado constrangimentos na distribuição de água na Capital já foi resolvida e que nos próximos dias a situação estará regularizada.

Denúncias de crise de água na Praia: Ministro da Agricultura anuncia normalizar situação nos próximos dias

Conforme apurou este jornal, há mais de um semana que a Eletra/ ADS vêm fazendo a distribuição racionalizada de água na Capital. Algumas zonas suburbanas, como Ponta d´Água, estão com mais de uma semana sem ver a cor da água nos diferentes domicilios.

Por isso, alguns moradores denunciam, nas redes sociais, tratar-se de um situação grave, já que não dispõem do precioso líquido nem para lavar as mãos, cumprindo as recomendações das autoridades sanitárias na luta contra a pandemia de novo coronavirus, que atinge,nos últimso dias, sobretudo o concelho da Praia.

Dainte de tudo isto, muitos são aqueles que pedem a intervenção do governo no sentido de normalizar a distribuição da água na Capital, o mais rápido possível.

Entretanto, o minsitro Gilberto Silva aununciou, segundo a Inforpress, que a situação será normalizada nos próximos dias. O governante deu esta garantia à imprensa, à margem da cerimónia de inauguração de obras de requalificação urbana na Avenida Cidade de Lisboa, sobre a problemática da falta de água registada nos últimos dias na capital do país, tendo informado que o problema já foi resolvido.

Gilberto Silva avançou que o Governo tem um investimento em curso ligada a produção de água, e que no próximo mês de Dezembro chegará a Cabo Verde, uma dessalinizadora de cinco mil metros cúbicos dia, que será instalada em Palmarejo e que vai reforçar a quantidade de água distribuída na Praia.

“É importante realçar que esta rede que temos na Praia, está a ser integrada com São Domingos e Órgãos, tendo em conta que, a empresa distribuidora é uma só e há uma necessidade de acudir as dificuldades estruturais que temos estado a experimentar ao longo dos tempos nos concelhos do interior”, asseverou.

O governante referiu ainda que o Governo, em parceria com o Japão, tem em carteira um investimento importante no sector da água, que irá permitir adicionar uma capacidade de produção na Praia de mais 15 mil metros cúbicos dia.

Entretanto, frisou que todos os investimentos feitos para aumentar a produção de água não terão efeito para evitar mais perdas desse precioso líquido, se continuarem a ser registados problemas no sistema de distribuição.

“Estamos numa década em que, mundialmente, são feitos muitos apelos sobre a sustentabilidade da água. Não vale a pena estarmos a produzir água a custos elevados, para depois perder em vária formas, como a perfuração na rede, água não facturada ou ainda água roubada, portanto, tudo isso será resolvido através de uma melhoria de gestão da água“, realçou.

Segundo ainda a Inforpress, o ministro disse também que, neste momento, essa percentagem de perda de água na Praia, que antes era de 60%, já reduziu significativamente e que a meta é atingir os 15%.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project