INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid na Índia: PM Modi perde apoio pela má gestão da pandemia — Bengala Ocidental reelege opositora Didi : 214 vs.77 05 Maio 2021

Mamata Banerjee, a Didi dos seus apoiantes, foi reeleita para o seu terceiro mandato de chefe do governo na República de Bengala Ocidental. O partido TMC-Trinamool Congress que ela fundou em 1998 em dissidência com o partido da independência — INC-Congresso Nacional Indiano — pode vir a chefiar o governo da União? Ela repreende quem pergunta, porque "a hora é de combater a Covid" como ela prometeu ao eleitorado e que terá sido o seu mais forte argumento anti-Modi/BJP.

Covid na Índia: PM Modi perde apoio pela má gestão da pandemia — Bengala Ocidental reelege opositora Didi : 214 vs.77

É a primeira mulher a ser eleita para a chefia do governo no Estado de Bengal/Bengala Ocidental, desde 2011.

A política de 66 anos carinhosamente chamada de Didi/ "mana velha" prometeu que o seu governo vai combater a pandemia que desde março devasta a região. Em 2020, a Índia parecia ter sido poupada à vaga pandémica, mas a variante B1..... que assumiu toda a virulência há um mês está a provar o contrário e a União Indiana é neste momento o país onde os números diários batem tristes recordes.

A fúria da população tem estado a crescer e o primeiro-ministro é o alvo. O resultado das eleições legislativas estaduais demonstra esse descontentamento popular: o partido do Povo Indiano/Bharatiya Janata de Narendra Modi quedou-se por 77 assentos no parlamento estadual, um terço dos mais de duzentos assentos obtidos pelo partido TMC-Trinamool Congress.


Quem tem medo da recontagem?

O partido do governo nacional, que perdeu a eleição na grande maioria dos círculos eleitorais de Bengala Ocidental, está a ser questionado por alegadas irregularidades num dos círculos: o de Nandigram.

Mamata Banerjee reivindica a recontagem de votos nesse círculo em que o BJ ganhou. Ela alega ter recebido um SMS partilhado por outrem em que o responsável do círculo eleitoral é ameaçado de morte se aceitar recontagem de votos — que foi pedida desde a primeira hora, dadas as irregularidades detetadas no processo de apuramento dos votos.

Como a ministra-chefe explica: "Estava tudo a apontar que eu estava a ganhar em Nandigram, até recebi felicitações do governador e de repente o servidor cai, passam-se quatro horas, e a contagem mudou com o BJ à frente".

Fontes: ANI/ Republicworld.com/Times of India. Relacionado: Covid: Índia regista 354.531 infeções em 24 H, fogo mata 13 em UCI, falta oxigénio — UE, EUA prometem enviar meios de socorro, 26.abr.021. Fotos (ANI): Mamata Banerjee. Narendra Modi, primeiro-ministro da União Indiana.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project