INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid na Alemanha: Extrema-direita em crise — AfD divide-se na expulsão de líder mais radical 20 Maio 2020

Em dias de pandemia, o partido de extrema-direita AfD-’Alternativa para a Alemanha’ está a pagar caro pelas hesitações sobre as medidas para combater o coronavírus. A sua taxa de aprovação e apoios caiu mais de 60 por cento (de 25 para 10) e, a criar um clima de guerra civil, a expulsão de Andreas Kalbitz não teve os votos de Alice Weidel e Alexander Gauland que se opuseram à moção vencedora de Jörg Meuthen.

Covid na Alemanha: Extrema-direita em crise — AfD divide-se na expulsão de líder mais radical

A moção apresentada, no final da semana passada, pelo co-líder Jörg Meuthen (na foto, mais à esquerda) expulsou Andreas Kalbitz ((na foto, mais à direita), líder do partido AfD no Estado de Brandenburgo e influente personalidade da Der Flügel (A Ala), a facção do partido que representa entre 20 e 40 por cento dos seus membros.

A seção de Brandenburgo todavia afirma a sua lealdade a Kalbitz e votou ontem para manter no grupo parlamentar o líder tido como o mais radical.

A guerra intestina que divide o "partido de extrema direita mais bem sucedido dos últimos 75 anos na Alemanha", como o classificaram os politólogos, pode vir a ser destrutiva. Mas não significa que "o AfD morreu", analisa o online Deutsche Welle de hoje (3ªfª, 19).

Covid-19 abateu AfD que ’ameaça imigratória’ impulsionara

O partido de extrema-direita surgiu em resposta a uma crise profunda na região da Baviera, da antiga Alemanha Comunista", ex-RDA. A região deprimida fez gradualmente uma viragem da esquerda à direita e à extrema-direita que incluiu segmentos como os judeus (Alemanha: Judeus pró-AfD defendem que o partido de extrema-direita não é antissemita, 08.out.019).

O crescimento do partido AfD foi ainda impulsionado pela sua oposição à política imigratória humanística defendida pela chancelerina (Alemanha: Extrema-direita cresce nas eleições regionais — AfD na ex-RDA, zona deprimida, 02.set.019).

A ascensão do partido de Alice Weidel (na foto) correspondeu ao declínio do apoio do eleitorado conservador ao partido no poder, a CDU "de Merkel" mesmo se liderado pela sucessora KKK (Alemanha: Extrema-direita cresce, partido da Merkel tem pior resultado de sempre — Escândalo de espião-mor destituído promovido, 23.set.018).

A intolerância crescente levou a um extremar de posições (Alemanha: Prisão perpétua para camionista que matou Sophia, militante do SPD — Pais processaram AfD que usou foto em campanha, 20.set.019; Alemanha: Manifestações pró e anti-estrangeiros em Chemnitz, 02.set.018).

A ascensão do partido do triúnviro constituído por Alice Weidel… faz-se ainda à custa da divisão interna na CDU "de Merkel", partido desde 2018 liderado pela sucessora KKK (Alemanha: Merkel aceita demissão de sucessora AKK após escândalo da coligação com extrema-direita, 13.fev.020; Alemanha: Chancelerina despede vice-ministro implicado na eleição de Kemmerich apoiado pela extrema-direita, 09.fev.020; Alemanha: Eleição de ministro-presidente com votos da extrema-direita causa sismo político, 06.fev.020).

Os incentivos ao partido vindos da sociedade alemã não se ficam pelas manifestações públicas e pelo voto nas urnas. Incluem os sete milhões de euros legados em testamento por um benévolo (Alemanha: AfD recebe 7 ME legados em testamento, 16.fev.020).

Fontes referidas. Fotos: Jovens requerentes de asilo: A Alemanha primeiro acolheu-os, em 2015, mas com as dissensões dentro do partido no poder começaram a ser repatriados. A crise pandémica — mais de oito mil mortes em 177 mil casos confirmados, na Alemanha — abateu o partido AfD, cuja ascensão em 2019 se deu graças à xenofobia erguida como arma de arremesso contra a CDU. A expulsão do extremista radical Andreas Kalbitz não teve os votos de Alice Weidel e Alexander Gauland que se opuseram à moção vencedora de Jörg Meuthen.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project