ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid - 19: Três dos quatro cabo-verdianos infetados em Itália estão na região crítica de Lombardia 29 Mar�o 2020

Três dos quatro cabo-verdianos infetados pelo Covid 19 em Itália estão na Lombardia, que é a região mais crítica atingida pela pandemia de novo coronavírus naquele país europeu.

Covid - 19: Três dos quatro cabo-verdianos infetados em Itália estão na região crítica de Lombardia

Segundo uma fonte da Embaixada de Cabo Verde em Roma, a senhora de São Nicolau, que foi a primeira contagiada pelo Covi 19 se encontra bem em termos de estado de saúde. «Está praticamente recuperada, em poucos dias poderá ter alta. Ela tem idade compreendida entre os 50 e 60 anos. Ela está em Roma», garantiu.

Os outros três doentes estão na região mais crítica de Itália de coronavírus, que é a Lombardia. «Um deles é uma jovem de 39 anos, de país Cabo-verdianos. Há ainda dois irmãos da ilha de Santo Antão: uma senhora de 76 anos e o irmão desta com 51 anos», assevera a fonte do ASemanaonline.

A fazer fé nas informações recolhidas por este diário digital, todos estes doentes estão sob o controlo permanente. «Estão com o vírus, mas não é de alta intensidade. Por essa razão, encontram-se em casa e com conhecimento da Proteção civil italiana», asseveram as fontes referidas.

Situação crítica na Itália e no mundo

Segundo a Lusa, a Itália, que registou a sua primeira morte ligada ao coronavírus no final de fevereiro, é o país mais afetado em número de mortes, com 9.134 mortes em 86.498 casos. No entanto, 10.950 pessoas estão consideradas curadas pelas autoridades italianas.

Depois da Itália, os países mais afetados são Espanha, com 5.690 mortes em 72.248 casos; a China continental com 3.295 mortes (81.394 casos); o Irão com 2.517 mortes (35.408 casos); e a França com 1.995 mortes (32.964 casos).

De acordo com a mesma fonte, a China (sem os territórios de Hong Kong e Macau), onde a epidemia começou no final de dezembro, contabilizou um total de 81.394 casos (54 novos entre sexta-feira e hoje), incluindo 3.295 mortes (três novas) e 74.971 pessoas curadas.

Já os Estados Unidos são o país com mais casos registados, com 104.837 pacientes declarados positivos (1.711 mortes).

Desde sexta-feira, às 19:00 (hora de Lisboa), Jordânia, Brunei e Togo anunciaram as primeiras mortes ligadas ao vírus em seus territórios.

A Europa totalizou no sábado às 11:00 de Lisboa (GMT) 19.556 mortes para 329.501 casos; a Ásia 3.715 mortes (103.478 casos); o Médio Oriente 2.590 mortes (43.016 casos); os Estados Unidos e o Canadá 1.764 mortes (109.459 casos); a América Latina e Caribe 232 mortes (11.739 casos); a África 117 mortes (3.897 casos); e a Oceania 15 mortes (4.139 casos).

Conforme ainda a Lusa, este levantamento foi realizado usando dados recolhidos pelos escritórios da AFP das autoridades nacionais competentes e informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project