INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Covid-19: 1º governante contagiado é vice-ministro do Irão — Risco de pandemia com focos ativos na Coreia do Sul, Itália, Irão 26 Fevereiro 2020

O vice-ministro iraniano da Saúde, Iraj Harirchi(na foto, à esqª), anunciou hoje (3ªfª, 25) que ia entrar de quarentena por estar infectado com o vírus. Nessa conferência de imprensa, foi visto a tossir muito e a limpar da testa o abundante suor (que podem ser indicativos do Covid-19). Também um parlamentar de Teerão anunciou que foi contagiado. O Irão é, segundo a OMS, o país em que mais pessoas morreram em tão pouco tempo após diagnosticado o vírus. A Coreia do Sul registou, nesta segunda-feira, 60 novos doentes, o que eleva o número de casos a 893, e dez óbitos segundo informações das autoridades em Seul. Entretanto o Covid-19 está a baixar na China, que registou o mais baixo número de novos casos das últimas semanas. Mas o total mundial de infectados ultrapassa os 80 mil, no último balanço da OMS, na terça-feira, 25.

Covid-19: 1º governante contagiado é vice-ministro do Irão — Risco de pandemia com focos ativos na Coreia do Sul, Itália, Irão

Segundo informações das autoridades em Pequim, a China registou, nesta segunda-feira, 71 óbitos e 508 novos doentes, com um total de 2663 mortes e 77.658 contagiados com o Covid-19. Estes dados comparados com os números diários de novos casos, entre mil e três mil, registados nas últimas semanas mostram uma baixa no país que é epicentro do novo coronavírus.

Mas é "altamente preocupante" o aumento súbito na Itália, Coreia do Sul e Irão, novos focos ativos em desenvolvimento, segundo o diretor-geral da OMS expressou esta segunda-feira.

Tedros Adhanom Ghebreyesus alertou que o mundo tem de prevenir-se para uma possível pandemia, dada a rapidez de propagação a que se assistiu nas últimas 72 horas.

Na terça-feira, a Coreia do Sul regista 602 casos de contágio e onze mortes; o Irão dezasseis óbitos e um nº ainda por definir de contágios. Também no vizinho reino do Bahrein, segundo a BNA, a agência noticiosa oficial, os dois óbitos registados resultam de uma ’exportação’ do Irão.

A UE-União Europeia na segunda-feira, 24, pronunciou-se sobre o requerido fecho de fronteiras, na sequência da situação em Itália que em 48 horas saltou de 14 casos para 155, e nas 24 horas seguintes atingiu o total de mais de 200 casos.

A comissária da Saúde, Stella Kyriakides, ao ser inquirida respondeu que a União Europeia não vai impor restrições à mobilidade entre os países europeus. Lembrou que a OMS não aconselhou esse tipo de restrição nos países europeus.

Irão: Mike Pompeo acredita que o governo esconde a situação real

O Irão fechou fronteiras com os países vizinhos. Isso não impediu que o país já esteja a ser apontado como exportador do vírus.

A situação é tal que o secretário de Estado Mike Pompeo em conferência de imprensa esta terça-feira em Washington chegou a acusar as autoridades iranianas de esconderem os verdadeiros números do coronavírus.

"Estamos extremamente preocupados com as informações de que o regime iraniano está a impedir a divulgação dos indicadores reais sobre o surto naquele país", disse.

A reprovação do estadista americano estende-se também à China, que acusa de impedir a divulgação de informação — inclusive com repressão aos mass-media e a profissionais da Saúde.

"A censura à imprensa pode ser letal", avisou.

OMS destca bom desempenho da China

Conforme o último balanço da OMS, na terça-feira, o novo coronavírus, denominado Covid-19, já provocou mais de oitenta mil infecções e duas mil e seiscentas mortes, a maioria na China.

A OMS destaca contudo o bom desemprenho das autoridades na China, cuja atuação tem permitido travar a progressão de infecções, com destaque para Hubei cuja capital Wuhan é dada como epicentro da doença.
...
Fontes: BBC/Le Figaro/Sites oficiais. Relacionado: Covid-19: Coreia do Sul tem filas “quilométricas” para comprar máscaras — OMS preocupada com pandemia após aumento súbito em 3 países, 25.fev.020. Fotos: O ministro da Saúde do Irão e o seu adjunto anunciam a doença do segundo. As filas de quilómetros para comprar máscaras levaram o presidente Park a deslocar-se na terça-feira a Daegu — onde ouviu queixas da população sobre a falta de máscaras sanitárias.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project